Loading...

10 dicas para facilitar viagens com bebês

Vai viajar com seu bebê e está cheio de dúvidas de como proceder? Listamos aqui 10 "ações" que na nossa experiência achamos que ajudam muito a tornar a viagem com filhos pequenos mais prática e tranquila.

Leia também este outro post que pode ajudar, contando as VANTAGENS e DIFICULDADES de viajar com bebês.


Não deixe de viajar com bebês! ;-) - imagem Shutterstock


- Alugar apartamento com mini cozinha, ao invés de só um 
quarto de hotel. É claro que durante a viagem você não vai ficar cozinhando todo dia, mas ter um micro-ondas, chaleira ou panela disponíveis pode ajudar e muito, assim como uma pia para lavar as coisas do baby! (mas se não tiver, lava no banheiro, fazer o que...). Não esqueça de levar bucha + detergente e um pano de prato! O preço de um apart costuma ser praticamente o mesmo ou até mais barato do que um hotel, e além disso tem mais espaço e áreas separadas, permitindo continuar conversando e aproveitando a estadia enquanto o bebê dorme. Afinal, com filho pequeno a tendência é voltar mais cedo para dentro, e por isso um quarto “peça única” ou pequeno demais pode ser mais complicado neste sentido.


Nosso apartamento alugado em Santiago do Chile
PS: Gostou deste apartamento em Santiago? Nós também! :) O link para reservar é este aqui.

- Fazer uma cópia física e outra “virtual” dos seus documentos e os da criança. Leve impresso 2 vias dos documentos pelo menos, em 2 malas diferentes, pois caso uma se perca tem a reserva. Envie estes documentos para si mesmo por email e deixe arquivado (passaporte, dados de hotéis e outros documentos). Se seu filho já anda sozinho, coloque nele algum tipo de pulseirinha ou plaquinha de identificação, com seu nome, celular, email e hotel na cidade.


Documentos de viagem - imagem Shutterstock

- Carrinho de bebê: levar ou não? Eu diria sempre um sonoro SIM! As vezes é difícil se virar com o carrinho, mas muito pior sem ele. O carrinho serve para transportar o baby de um lado a outro, pois as crianças não aguentam andando o mesmo que a gente. Também serve para as sonecas do dia, e quando o bebê não está no carrinho, ele serve como carregador de mochila e bolsas/sacolas! Ou seja: praticidade em 4 rodas! 
Claro, as vezes enche o saco abrir e fechar carrinho em entradas de metrô ou escadarias, mas isso se compensa pelo lado positivo do resto do trajeto. Não aconselho levar só sling ou carregadores tipo canguru, pois ao longo do dia suas costas e pernas vão se sobrecarregar, e o bebê vai ficar meio espremido e cansado se tiver que passar horas e horas ali na mesma posição. Se o clima for muito quente então, nem pensar! Deixe seu baby soltinho no carrinho tomando um ventinho, que é até melhor para ele.


pendure a mochila e as sacolas de compras no carrinho! - imagem Shutterstock

- Levar comidinhas caseiras congeladas ou potinhos de papinha industrializada. Ok, ok, tema polêmico! Todas as mães querem um nutrição natural e saudável para seu filho (assim como eu), mas lembre-se de que são as férias, e é uma exceção, que visa facilitar e ao mesmo tempo garantir que ele terá alimento (pois vai que você não acha um mercado ou feira com algo saudável no local...). No caso das papinhas congeladas, precisa colocar em embalagem térmica, junto com aquelas bolinhas plásticas com água congelada dentro. Separe já em potinhos individuais, vede bem em saquinhos plásticos, e coloque na bolsa térmica (ou isopor, mas é mais volumoso), despachando dentro da mala. Já as papinhas industrializadas, teste uma marca antes de ir, para que ele conheça o sabor e tenha algo para os primeiros dias de viagem pelo menos. Aí chegando no local você busca por mais quantidade e por opções orgânicas e com menos conservantes. No Chile e no Canadá por exemplo tinha muitas variedades assim, bem mais do que no Brasil, e a um preço mais barato. Nos EUA também tem diversas opções. O mesmo vale para os sucos de fruta.


papinhas feitas em casa - imagem Shutterstock

- No avião, reserve as poltronas em fileiras de 3 assentos (se estiver viajando 2 adultos + o bebê). Reserve para os adultos a poltrona da janela e a do corredor. Mas como assim, os dois vão separados? Não! O que acontece é que a maioria dos viajantes individuais não gosta de reservar a poltrona do meio, então a não ser que o vôo esteja lotado, eles irão escolher outros assentos, e a chance da poltrona entre vocês dois ir vazia (ou melhor, acomodando o bebê) é muito maior! Funciona em mais de 80% dos casos, e não é nada ilegal. Se eventualmente alguém aparecer para ocupar a poltrona, é só negociar com ele para trocar ou pela janela ou pelo corredor. O passageiro agradece, e vocês ficam juntos lado a lado (e aí sim o bebê vai no seu colo o vôo inteiro, o que para viagens longas pode ser bem cansativo. Mas ainda tem outra opção, que já conto abaixo...)


fileira com 3 assentos - imagem Shutterstock

- Peça um berço! Esta é outra opção para a viagem de avião, e também para os hotéis. As cias aéreas possuem “bercinhos” que são acoplados na parede na frente da fileira central de assentos, e dependendo do tamanho e peso do seu bebê você pode solicitar o uso do berço no check-in, ou mesmo ligando antes para a central de atendimento. A maioria das empresas não cobram por isso, mas uma ou outra cobram, então vale perguntar antes. Já na hospedagem, busque por hotéis ou apartamentos que disponibilizem berços, e mande uma mensagem para confirmar a disponibilidade.
Tá certo que dormir com o filho na cama e ficar juntinho pode ser gostoso, mas aqui em casa pelo menos o filhote é espaçoso e se mexe bastante, então dormir espremido seria ruim para o conforto dele e o nosso. Além disso, o berço também pode ser usado como cercadinho, e aí você tem onde deixar com segurança o bebê, e tem um pouco de sossego para arrumar as malas ou levantar as pernas uns minutinhos após um dia cansativo de passeios, sem se preocupar se a criança vai sair andando pelo hotel mexendo em tudo ou mesmo se machucar.


Berços em aeronave - imagem Shutterstock (Jordan Tan)
Quarto do apartamento em Santiago com bercinho para o bebê
FOTO ACIMA: Gostamos muito deste apartamento em Santiago (Chile), super central e aconchegante. Para ver mais e reservar clique aqui. OBS: este apart tinha escadas, e pode não ser o ideal dependendo da idade das crianças. Porém no mesmo prédio tem apartamentos simples de um piso só. #ficadica ;-)


- Fique em um hotel perto do centro para evitar ter que pegar transporte público diariamente para ir e voltar. Hospedagens centrais são um pouco mais caras, mas valem a pena. Além de economizar o transporte de ida e volta até os locais turísticos, economiza também tempo, que sobra para aproveitar com o que realmente é importante. Nada melhor do que poder sair a pé já passeando pelo centrinho histórico ou área de interesse, ao invés de ter que começar o dia pegando transporte público (as vezes lotado) ou táxi, sujeito a congestionamentos, custos e stress.

fachada de hotel no centro de Paris - imagem Shutterstock

- Alugue um carro se for fazer deslocamentos entre cidades próximas. Seja para ir mudando de cidade, ou para "bate-voltas" de mesmo dia. Já andamos muito de trem, de ônibus e de avião “low-cost”, mas toda a logística de deslocamento até os locais de embarque fica bem mais complicada e demorada quando se tem filho e um monte de malas junto. Viajando com bebê, até agora elegemos o carro como a melhor opção! :) Dessa forma, você sai de um hotel até a porta do outro, pode parar no caminho quando precisar (para comer / trocar o baby / esticar as pernas) e de quebra ainda tem mais segurança no transporte, pois pode levá-lo na cadeirinha, ao invés de no colo e sem cinto. 

Mas atenção! Esta dica de viajar de carro só funciona bem se os deslocamentos forem curtos, de até 4 ou 5 horas no máximo! Senão, é melhor dividir o trajeto em 2, pois pode ficar muito cansativo para quem dirige e para o bebê. Ideal mesmo são trechos de 1h à 2:30h. Afinal, o trajeto total acaba sempre levando pelo menos 1h - 1:30h a mais por conta das paradas para o bebê. Leve isto em consideração na hora de calcular. Sobre preços: se colocar na ponta do lápis e considerar gastos com táxi dos aeroportos e estações de trem até os hotéis, o preço costuma se equiparar ou pode ser um pouco mais caro (gasolina/pedágio), mas compensa pela praticidade, e geralmente é o meio de transporte mais rápido para se chegar de um local a outro (aviões são velozes, mas ficam longe e tem que chegar no aeroporto 1 ou 2h antes, lembre-se disso!). Abaixo já dou umas dicas sobre como economizar! ;-)


placa de aluguel de carros em aeroporto - imagem Shutterstock

- Leve seu próprio GPS e a cadeirinha do bebê, para economizar no aluguel do carro. As empresas de locação as vezes cobram taxas bem altas por dia para te emprestar um gps ou a cadeirinha, e o preço final da locação fica caro por conta disso. Leve seu gps ou use o do seu celular, de preferencia se ele funcionar no modo off-line. Assim, vc não depende de conexão, basta baixar antes os mapas da região, traçar a rota desejada e pronto (o app HERE para Windows Phone é excelente!). 

O mesmo vale para a cadeirinha: se pretende locar carro quase a viagem inteira, a sua cadeirinha é a melhor opção. Seu filho já está acostumado a andar nela, você sabe como fixar no carro direitinho, e não paga mais do que o valor da cadeira inteira por algo que só irá usar por alguns dias. Só compensa locar se for um item realmente barato (eu acho 20 à 40 reais por dia caro, mas teve uma simulação certa vez onde custava R$6, aí já não valeria o trabalho de levar a nossa). 

Última dica econômica: Você sabia que alguns cartões de crédito fornecem seguro para carro em viagens? Normalmente cartões Platinum ou superiores possuem esta opção, basta ligar para a central e solicitar. Irão te emitir um “certificado” em inglês que você pode imprimir e mostrar na hora de alugar o carro. Não ter que pagar o seguro da empresa de aluguel é uma super economia, pois algumas vezes ele representa 50% do valor total da locação, ou até mais! 


GPS e cadeirinha de bebê são essenciais! - imagens Shutterstock


- Vá com calma nas malas! A gente que é mãe (ainda mais se for de primeira viagem) costuma ser super preocupada sobre o que levar, e se descabela por dias a fio, compra coisas antes para garantir, e leva (sempre) MUITA roupa e acessórios a mais! Depois de umas viagens a gente “pega o jeito”, e começa a perceber algo óbvio: bebês (e seus “acessórios”) existem em todo o mundo! Isso quer dizer que o bebê não vai explodir e nem a viagem vai “dar errado” se você calcular um número menor de fraldas ou da quantidade de leite em pó. Tudo isso existe e pode ser comprado durante a viagem. Claro, pode dar mais trabalho, e nem sempre é a marca ou modelo ao qual estamos acostumados, mas viajar é um pouco disso mesmo, sair da rotina e da área de conforto. É claro que um ou outro itens são bem específicos, e o bem estar do bebê é prioridade, mas de modo geral não precisa se preocupar tanto, e tente viajar levando na mala só o essencial e o que usa bastante. 

Para viagens longas, a sugestão é levar roupas para 1 semana e depois lavar no local, nas lavanderias do hotel ou de rua. Observa na volta para casa após as primeiras viagens o que foi realmente usado ou não, e vai perceber que muita coisa ficou intacta na mala. Anote o que foi essencial, e nas próximas viagens tente se concentrar nestes itens. Nós viajamos em casal com um bebê, e na viagem anterior, de 18 dias, levamos apenas 1 mala grande, 1 mochila média com os eletrônicos e 1 bolsa de mão (mala mãe/bebê). Achei que foi muita coisa, e a meta na próxima viagem é levar 1 mala média + a mochila + 1 malinha pequena de mão (e o carrinho é claro!). Depois conto como foi e passo as dicas para "viajar compacto"!


Não exagere na mala de viagem! - imagem Shutterstock

Quer mais informação ainda? Leia também este outro post que pode ajudar, contando as VANTAGENS e DIFICULDADES de viajar com bebês

E você, tem alguma outra dica importante para compartilhar? Tem dúvidas ou "medo" de viajar com o baby? Conte sua experiência ou escreva sua dúvida na caixa de comentários abaixo, e boa viagem! ;-) 

E mais:
Siga o blog no Facebook

Acompanhe as fotos no Instagram


viajar com filhos 7013547273965092940

Postar um comentário

emo-but-icon

Página inicial item

Pesquisar no blog

Loja Viagema

Reserve seu Hotel

Celular no Exterior

PARA QUEM AMA VIAJAR

RECEBA NOSSOS POSTS

Curta no Facebook

Leia Também