Loading...

MACAU: a China que fala português!

A nossa entrada na China não foi assim tão impactante, pois começamos por Macau, uma cidade que, assim como o Brasil, foi colonizada por PORTUGUESES! Habitantes que falem de fato o português são raros de encontrar, e hoje estima-se que apenas 5% da população saiba falar o idioma. No entanto, na parte escrita o português é algo bem comum por lá.


Esta influência portuguesa se reflete em muita coisa na cidade, seja nas placas de sinalização (a maioria escrita em português também), na comida com influência ocidental (tinha até o típico pastelzinho de Belém!), na arquitetura do centro histórico que parece muito européia e até nas muitas Igrejas (Católicas) espalhadas pelo local, o que é bem incomum... afinal estamos na China, e lá nem de longe o catolicismo é a principal religião!

 Igreja Católicas (Acima: Catedral / Abaixo: Igreja de Sto. Agostinho)

O Centro Histórico de Macau foi declarado pela UNESCO em 2006 como Patrimônio Mundial. Esta área se localiza no sudoeste da península de Macau, e pode ser facilmente percorrida a pé, pois os trechos não são muito longos, e o passeio é bem agradável e bem sinalizado. 

Este centro histórico é considerado como “intercâmbio cultural” entre oriente e ocidente, ao longo dos seus 400 anos de colonização Portuguesa, sendo atualmente o mais antigo, completo e consolidado conjunto arquitetônico intacto e de raiz européia em solo chinês.


Tem coisa mais portuguesa do que os "pastéizinhos de Belém"? Facinho de encontrar por lá!

Macau fica pertinho de Hong Kong, outra China que não tem tanta cara de China, por causa da colonização inglesa/britânica. Inclusive para estes exatos 2 locais na China, não precisa tirar VISTO de entrada, pois são considerados zonas administrativas especiais, com algumas leis e moeda diferente do resto da China. A maioria vai até Macau como um “bate-e-volta” de um dia, partindo de Hong Kong. No nosso caso optamos por entrar por Macau, dormir lá um dia, e depois ir para Hong Kong.

3 vantagens de passar o dia (e dormir) em Macau:
- você gasta menos tempo e dinheiro, pois só terá que pegar o ferry até Hong Kong uma única vez, ao invés de 2x como seria em um bate volta (economiza 1h ou mais de deslocamento e entre 150 à 180 dólares de Hong Kong, que equivale a R$43 - 52,00). Mais info neste site

- possibilidade de visitar de noite os diversos cassinos da região (o maior DO MUNDO se encontra lá!), e voltar tarde para o hotel para dormir, aproveitando e conhecendo também esta parte da cidade.

- a passagem aérea pode ser bem mais barata do que até Hong Kong, o que foi nosso caso. Aproveitamos uma promoção- U$60 de Kuala Lumpur até lá, pela fantástica Air Asia, que tem muitos precinhos camaradas na região e faz a alegria do viajante!)



Como ficamos só um dia, não deu para visitar bairros mais afastados e típicos da cidade, para ver como é o dia-a-dia dos locais. Essa parte mais turística que visitamos é toda ligada a esta questão “cultural” portuguesa, então se ficar andando só por ali não parece que está na China mesmo, embora quase 100% das pessoas que circulam por lá são chineses (ou orientais em geral), inclusive os turistas.

Como dá para notar, quase 100% nas ruas são Chineses!

A cidade tem poucos hotéis, sendo a maioria deles é de alto padrão, 4 ou até 5 estrelas, e não tem opções de Hostels, albergues e afins (pelo menos não achei). Os hotéis são caros para o padrão sudeste asiático (em torno de R$30) porém com preço igual ao de um quarto com mais de 6m2 em Hong Kong, ou similar a um hotel 2-3 estrelas na Europa. A diária por lá fica em torno de 80 à 100 dólares americanos (ou mais, dependendo do local).

Ficamos em um hotel 3 estrelas da rede Best Western, bem localizado para quem quer visitar os cassinos à noite, o que era nosso caso (mas acabamos não indo porque ao final do dia o marido ficou com febre, e estava muito frio). O hotel fica na ilha de Taipa, a ilha ao sul de Macau (e também onde fica o aeroporto e um dos terminais de ferry).

Indicação Hotel: Best Western Hotel Taipa Macau 
A pontuação do hotel no www.booking.com está meio baixa, mas achamos o lugar bem satisfatório, com um quarto enorme bem decorado e limpinho, novo, e com bom atendimento, além de ter ponto de ônibus na quadra ao lado, que levava até a ilha norte na parte do centro histórico.

Fachada Hotel
Hall
Quarto (cama)
Quarto (área de trabalho)

DICA: os taxistas de lá em geral não entendem quase nada de inglês, mas possuem uma tabela com o nome equivalente de cada hotel em chinês. Mostre o nome do hotel por escrito, que ele vai achar o nome em chinês e o respectivo endereço. No nosso caso ele não achava, porque aparentemente o hotel não está indicado como Best Western, mas sim como Hotel Taipa Macau, ou algo assim. Se possível, imprima e leve a foto da fachada, isso pode ajudar se houver dúvida. #ficaadica ;-)


O curioso da cidade é justamente este enfoque ocidental, de resto não aparenta ter grandes atrativos, pois fora da área turística e histórica é somente residencial, e pelo que vimos (do alto da Fortaleza) a cidade não é muito bonita não. Parece bem espremida, pobre e com construções envelhecidas. Vale o passeio? Sim, se você deseja sentir este gostinho diferente em solo chinês (ou ir aos cassinos), caso contrário se foque em mais dias em Hong Kong mesmo, que é bem maior e tem mais coisas para ver e fazer.


Meio feinha esta parte residencial e comercial da cidade não? (vista do alto da Fortaleza)


Um pouquinho da Macau Portuguesa/Européia:




Influência católica na entrada da Fortaleza (lembrou muito o Castelo de São Jorge, em Lisboa)
ACIMA: Placa na entrada da Fortaleza, que outrora tinha função de defesa


E fotos de Macau com cara de China mesmo: ;-)









O que achou da cidade? Curiosa não? Compartilhe sua opinião ou sua dúvida conosco. 

E mais:
Siga o blog no Facebook
Acompanhe as fotos no Instagram


Macau 5041856101238324320

Postar um comentário

  1. Não sabia que vocês haviam ido até la. A visão que eu tinha dessa cidade era completamente diferente. Pensava que era tipo um povoado.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, adorei esse post! Fiquei com muita vontade :) Beijos

    ResponderExcluir
  3. Fomos sim Rafael W! (não te mostramos as fotos até hj né! Marcamos algo em breve);-)
    Não é povoado não, é uma cidade normal e bem estruturada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. adoraria conhece-la e talvez morar por lar sou de parnaiba-pi gosto muito dos costumes queria falar pelas redes socais com alguem q mora la pra mim informar melhor

      Excluir
    2. Nós não moramos lá e nem conheço quem more, Carlos. Apenas visitamos como turista mesmo. Procure algum fórum online que fale sobre o assunto.

      Excluir
    3. PRECISO JUNTAR UMA GRANA E IR ATE MACAU SONHO ANTIGO.

      Excluir
  4. Oi, Si. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie - Boia

    ResponderExcluir
  5. Que legal Simone, adorei o post e a cidade! ;-)

    ResponderExcluir
  6. Nossa, interessante demais:) Pra mim foi surpresa ver essas fotos de lugares ainda com tantas informações em português!
    Valeu!

    ResponderExcluir
  7. Nooooossa amei... Tudinho em português...
    Temos de ir lá e aproveitar essa parte da China!

    ResponderExcluir
  8. Gente eu amo a China, eu sabia que havia uma cidade de colonização portuguesa mas nunca pensei que fosse Macau! Era um nome conhecido para mim sim, mas não sabia dos detalhes, se soube antes então tinha esquecido por completo! Parecem empadinhas esses salgados né? vivendo e aprendendo, minha reação igual de quando era pequena quando descobri que a sfiha (não sei como se escreve) era de origem árabe, o macarrão com molho de tomate da Itália, o cozido de Portugal entre outros xD

    ResponderExcluir
  9. Oi Simone, acabei de voltar de Macau! Só li agora o seu artigo, mas ele está ótimo, você é muito boa observadora!! Eu só gostaria de acrescentar um ponto aqui, é que brasileiros não necessitam de visto de turismo para Macau e Hong Kong ( duas ex-colônias portuguesa e britânica respectivamente). Se o destino do brasileiro for apenas um desses dois pontos da China, não necessitará de visto (um visto para a China não é muito barato, assim quem estiver com idéia de passear por Macau ou Hong Kong apenas pode economizar este dinheiro). Ah, e os pastéizinhos de Belém, que são uma delícia, também podem ser chamados de "pastéis de Santa Clara". Um abração e, mais uma vez, parabenizo pela ótima matéria!

    ResponderExcluir
  10. Legal Luis, e agradeço o elogio ao post!
    Sobre o visto você está certo (não precisa), mas já está lá escrito no post, logo abaixo das fotos dos pasteizinhos de Belém! ;-) É realmente uma economia e muito mais prático mesmo.
    Obrigada por comentar no blog, volte mais vezes, e tenha um ótimo 2014!
    Siga o blog também pelo FB => www.facebook.com/flashesdeviagem

    ResponderExcluir
  11. Tenho vontade em conhecer..Sou apaixonada pela Cultura e pelo lugar :)

    ResponderExcluir
  12. Como faço para ir A Macau..quais os Documentos ão precisos. Sou de Portugal e depois de ter visto essa matéria fiquei mais apaixonada ainda.

    ResponderExcluir
  13. Olha, pelo menos para. Brasileiros não precisa de Visto nem qualquer outro documento especial. Acredito que para portugueses também, mas vale checar para confirmar. Então seria só comprar as passagens e ir!

    ResponderExcluir
  14. Anônimo26/5/14

    Artigo muito interessante, mas infelizmente pouco indicador do que é a realidade em Macau. Quem estiver interessado sobre a verdade do que é ser Português em Macau, poderá lê-lo aqui: https://medium.com/@ricardo/d8e915abb828
    Em Macau não se fala Português, não se ensina Português, e não só não se dá valor à heranca Portuguesa mas como também se denegride esse passado e essa história. Ser Português em Macau, ou falar Português aqui, é cada vez mais difícil. Por favor, abram os olhos para uma realidade que é, infelizmente, ignorada pela maior parte dos Portugueses aqui e encorajada pelos locais.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  15. Interessante saber esta questão da discriminação. Algumas culturas agregam bem os hábitos e tradições de seus colonizadores, e outras tendem a repelir.
    Como escrevi no texto, é sabido que quem fala português lá é mesmo uma minoria. Mas ainda se nota a "presença" em muitos pontos da cidade (ao menos os turísticos, que por sinal são os mais visitados, passando esta "imagem" ao estrangeiro)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo2/1/17

      ola, estou conhecendo o site agora e já fiquei fã.. A questão da discriminação deve ter relação com a revolução socialista e depois a revolução cultural, onde se repudiou tudo o que fosse estrangeiro, procurando-se valorizar o nacionalismo.. mas como turismo acho que não deve ter problema.. ta na minha lista, junto com Goa, na Índia, que tb foi colonizada por portugueses. parabéns pela pagina!

      Excluir
  16. Anônimo6/6/14

    Sem dúvida Simone. Uma minoria muito reduzida. Apenas os Portugueses falam Português. Em Macau, o Governo local tem estado a dificultar a entrada de Portugueses para o território, obstruindo a facilidade em obter bilhete de residente, que é essencial para se comecar uma vida aqui. A Universidade Macau, fundada por Portugueses para os locais está com cada vez menos professores Portugueses, que são afastados e negados uma renovacão de contrato em favor de Ingleses, Australianos e Americanos. Em Macau, a língua oficial é o Português e o Cantonense, mas só arranja trabalho quem fala Cantonense. Quem fala Cantonense, não precisa de falar Português, mas quem fala Português tem de falar Cantonense para conseguir trabalho. Isto é ilegal, mas é o que se passa. Pouco depois da transferência de soberania do território para a China, fui levado à esquadra por ter dado um beijo na cara (nem na boca foi) à minha namorada na rua. Ela é Chinesa de Macau. O polícia que nos levou para a esquadra perguntou-lhe o que é que ela estava "a fazer com um Português?", se não sabia que "a partir de agora, nós andamos em cima deles". Eu tinha 19 anos e ela tinha 18 na altura. Há dois, três anos atrás, um rapaz jovem Português foi encontrado morto no rio que passa debaixo de uma das pontes que ligam Macau à Ilha da Taipa. A polícia deu o caso como suicídio, e recusou-se a fazer autópsia. A mãe do rapaz dizia que era impossível, sendo que era um rapaz normal, feliz, sem razões para se querer matar. O advogado da família lutou para mudar a situacão, e veio a descobrir-se manchas negras espalhadas pelo corpo do rapaz, roupa rasgada, tudo indicadores de uma luta antes da queda. O advogado teve de pôr o Governo de Macau em Tribunal na Comissão Europeia para que a polícia se dignasse a fazer uma autópsia como deve de ser. Veio a ser provado que o rapaz foi morto por alguém antes de ser atirado pela ponte abaixo. Como era Português, não interessava ir-se a fundo na questão, para a polícia e o Governo locais. Eu estou em Macau desde os meus 11 anos de idade, tenho agora 33. É o sítio onde cresci, é o sítio a que eu chamo "casa". E é por isso que dói mais.

    ResponderExcluir
  17. Interessantes esses postes de vcs,eu fiquei sabendo de Macau a alguns dias atras,pois fui convidado para representar o Brasil num evento de Lusofonia onde reune países q falam portugues.Eu sou Chef de Cozinha e estou negociando essa viagem em Outubro espero que dê tudo certo.:)

    ResponderExcluir
  18. Eu assisti O Mundo Segundo os Brasileiros sobre Macau e desde então fiquei morrendo de vontade conhecer. Ainda mais agora vendo essas fotos...

    ResponderExcluir
  19. Tem este "seriado" de Macau tb Thiago? Já vi vários, mas o de lá não, nem sabia!

    ResponderExcluir
  20. Anônimo12/4/15

    Olá, Boa Tarde, tudo bem? Gostei muito deste artigo, sobre Macau! Pena que somente uma minoria fale o Português nessa cidade da China. Uma dúvida surgiu: eu gostaria muito de aprender um idioma chinês, porém, como todos sabem, existe o Mandarim e outros, como Cantonês e outros. Qual é mais vantajoso, aprender Mandarim ou Cantonês? Desde já, agradeço! Ótimo artigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo elogio! Vou ficar te devendo esta, não sei qual é mais vantajoso não, se eu te disser vai ser puro chute!
      Desculpe não poder ajudar. Sugiro que faça uma busca no google a respeito (coloque como "chinês para negócios", deve aparecer algo relevante.

      Excluir
    2. Anônimo30/8/15

      Olá!! Há uma variedade de dialetos chineses além do chinês padrão ou Mandarim. Pessoalmente eu acho melhor aprender mandarim se você quiser usar chinês para negócios mas as línguas predominantes em Macau e Hong Kong são o cantonês, que é TOTALMENTE diferente do Mandarim e ininteligível. Eu finalmente cheguei a um nível médio em Mandarim e comecei a aprender cantonês. Para aprender estes idiomas recomendo o site chinesepod para Mandarim e Cantoneseclass101 para cantonês!!! Boa sorte!!!

      Excluir
  21. Anônimo23/4/15

    foi muito bom vc ter criado esse blog ♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que bom que curte o blog, ficamos contentes quando nosso trabalho ajuda outros viajantes como nós! ;-) Abraço

      Excluir
  22. olá Simone,
    passei aqui por acaso, por procurar poemas/texto sobre macau, gostei das fotos atualizadas e das impressões que teve que nos dão uma imagem da cidade !:)
    abraços
    Angela

    ResponderExcluir
  23. Anônimo7/6/15

    Parabén pelo post!Me ajudou muito em um trabalho que estava fazendo!! 👏👏👏😄😄

    ResponderExcluir
  24. Olá! Teremos uma Festa Lusófona, posso usar seu post ? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Malu!
      Não entendi como seria "usar o post" na festa! rs
      Você quer mostrar para os convidados?
      De qualquer forma, se não for um uso comercial e com ganho, pode usar, mas lembrando sempre que é preciso mencionar o nome do blog e colocar o link de onde foi retirado. E também nunca é bom copiar um post inteiro em outro local, pois o google pode interpretar como plágio e afins e gerar punição, tirando o sites dos resultados de buscas.

      Me avise como vai ser, ok! ;-)
      abraço

      Excluir
  25. Excelente postagem, parabéns! Conheci seu blog através desse post e passarei a acompanhar rotineiramente, bom dia!

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Página inicial item

Pesquisar no blog

Reserve seu Hotel

Celular no Exterior

RECEBA NOSSOS POSTS

Loja Viagema

Curta no Facebook

Leia Também