Loading...

Turquia: a cosmopolita Istambul e a exótica Capadócia


Este post tem muitas dicas sobre a Turquia, que o Diego do blog Meus Roteiros de Viagem me enviou gentilmente por email, ainda durante o período de sua visita no país (nov/212). Achei que foi tanta informação boa, que sugeri para ele que virasse um guestpost aqui no blog, e abaixo está o resultado! Sorte minha que recebi as dicas em primeira mão para nossa próxima trip (já voltamos e tem muitos posts no blog!), e sorte dos leitores que também vão viajar para lá e procuram informações!

O Diego é catarinense, então escreve muita coisa sobre a bela Floripa e sobre tantos outros lugares super bacanas, seja no Brasil ou no exterior. Ele já lançou o primeiro post sobre a Turquia no blog dele, então não deixem de conferir! ;-) (PS: muito obrigado pela simpatia e prestatividade nas informações Diego, adorei!)

Com a palavra, Diego:

Roteiro resumido de 4 dias em Istambul:

Dia 1 - Sultanahmet
Basílica de Santa Sofia – é bem bonita e movimentada Era uma igreja católica que foi transformada em mesquita. No segundo andar tem uns mosaicos bonitos e uma exposição com fotos de mosaicos.
Basílica Santa Sofia
Cisterna da Basílica – bem ao lado da Santa Sofia, a visita não dura mais que meia hora e no fundo da cisterna está a coluna mais fotografada, com a cabeça da Medusa.
Hipódromo - é uma praça renovada com um obelisco e uma coluna antiga.
Mesquita Azul – a entrada para o pátio pelo portão virado para o hipódromo é mais interessante, pois pega a mesquita de frente. A entrada para visitação fica do lado direito da mesquita e durante o horário de orações ninguém pode entrar, por isso às vezes acaba formando uma fila longa. É obrigatório tirar os sapatos e eles disponibilizam sacolas.
Museu de Mosaicos – só tem uns mosaicos antigos, não vale tanto a pena
Museu Arqueológico - são três museus no mesmo pátio. Comprei um áudio guia, mas acho que nao compensa, quase não usei porque torna a visita bem demorada. Mas o museu tem umas coisas bem interessantes, vale a pena para quem gosta.
Grande Bazar - fui pra lá de tram, 2 estações partindo de sultanahmet... gostei, mas não comprei nada e não fui abordado pelos vendedores, até fiquei surpreso, achei que eles seriam bem insistentes.
Grande Bazar
Dia 2 - Sultanahmet
Palácio Topkapi - grande, lotado e cansativo. Muita gente em todos os ambientes e sem uma ordem lógica para seguir, por isso fica confuso. Mas tem umas coisas bonitas para se ver e no último pátio a vista panorâmica é interessante.
Harém do Palácio - o ingresso do harém é pago a parte e comprado dentro do Palácio, no segundo pátio. É ótimo, vale muito a pena, primeiro porque é bonito demais e segundo porque é vazio e silencioso, pouca gente vai porque tem que pagar.
Bazar Egípcio - pequeno e agradável, bem colorido, com cheiro de temperos e doces. Gostei mais desse do que do Grande Bazar.
Ponte Gálata - vários restaurantes de frutos do mar ao longo da ponte e um cheiro forte de peixe. A caminhada vale a pena só pela vista.
Shopping Olivium Outlet - fui de trem e não gostei muito, não compensou.

Dia 3 
Palácio de Dolmabahce – Maravilhoso! Imperdível. A única coisa ruim é que não pode bater fotos no interior. Dá até pena, porque o palácio é incrível, o salão principal é gigante, luxuoso e difícil de descrever. Tem dois tipos de ingresso, um deles inclui o harém, que vale a pena visitar também. Ah, tanto no palácio quanto no harém o passeio é guiado em inglês em grupos de até 30 pessoas.
Museu de Arte Moderna - para quem gosta, é bacana, umas pinturas, esculturas e exposições temporárias. Almoçamos no restaurante do museu com vista para o bósforo, muito agradável.

Dia 4
Avenida Istiklal - é um calçadão enorme que passamos todos os dias, porque nosso hotel era perto. É a parte "moderna" de Istambul, uma loucura, milhares de pessoas numa avenida enorme, cheia de lojas, restaurantes, bares e baladas à noite. Um dos locais mais bacanas da cidade!!! Vale muito a pena conhecer, principalmente à noite. Peguem o tram até a estação Kabatas e depois subam no funicular até a praça Taksim, onde começa a avenida (meu hotel era próximo a essa praça)
Torre Gálata - Vista panorâmica bacana.
Passeio pelo Bósforo - fizemos um Short Bosphorus Cruise com a empresa Sehir Hatlari, cujo terminal fica quase grudado na ponte Gálata. Parte todo dia as 14h30 e tem duas horas de duração. Vai até a segunda ponte do Bósforo e volta. Imperdível! Vale a pena comprar um áudio guia (são dois fones de ouvido, então duas pessoas podem compartilhar o mesmo áudio)
Palácio Dolmabahce e Bósforo
Nos dias 3 e 4 acabamos fazendo "pouca" coisa, porque nas noites anteriores saímos à noite e dormimos bem tarde. É difícil conciliar passeios diurnos com vida noturna, mas Istambul é uma cidade 24h, com uma vida noturna muito bacana. Indico! Não visitei a parte de ruínas históricas por falta de tempo, acabei priorizando só as principais atrações. Também não consegui passear pelo lado asiático.


Dicas de restaurantes:
Em Sultanahmet tenho 2 indicações:
Tria Elegance - Fica próximo à Santa Sofia, "descendo" em direção ao mar, em uma rua abaixo do hotel Four Seasons, que é toda decorada com bandeiras da Turquia e tem vários restaurantes. Fomos no almoço e apesar de ter reservado, nem precisava, pois estava vazio. Confortável e com comida boa. Fica no hotel Tria Elegance. (site)

Enjoyer - próximo à Cisterna, numa ruazinha estreita cheia de restaurantes.(site)

Além disso, tem o Ist Café - um café/restaurante bacana numa das primeiras esquinas da Avenida Istiklal, partindo da praça Taksim

Dicas de bares / baladas:
Istambul 360 - moderno e descolado e com uma vista panorâmica bacana. No meio do jantar teve umas apresentações meio cabaret com duas dançarinas. Depois da meia noite vira balada, mas não fiquei até esse horário. Tem que reservar com antecedência.(site)

Reina - muito top, na beira do bósforo, ao lado da ponte... comida boa, atendimento ótimo, mas BEM caro. Tem que reservar antes. Depois vira uma balada das boas, dizem que é a melhor de Istambul. Tocou de tudo, músicas internacionais, turcas e até “Ai se eu te pego” e “Tchererê tchê tchê”, rsrs... Não gosto dessas músicas, mas ver os turcos dançando e cantando-as é divertido... procura uns vídeos no youtube pra ver!
Restaurante/Balada Reina (repara na ponte lá no Canto!)
Sobre a moeda e o transporte na cidade:
A melhor cotação para trocar euros por liras turcas foi no grande bazar. Lá estava 1 euro = 2,32 liras. No aeroporto estava em torno de 2,29, não é tão ruim, vale trocar pelo menos para se virar no primeiro dia. Perto da Santa Sofia foi o local mais baixo que eu encontrei. Saquei um pouco no caixa eletrônico em débito da minha conta corrente no Brasil e compensou, aprox. 2,36 (Santander/Mastercard não cobrou taxa nos 2 primeiros saques)
No transporte público utilizei o Istanbulkart. Compramos num quiosque por 7 liras e carregamos algumas vezes em quiosque e nas máquinas, é bem fácil e pratico. Sem o cartão, cada passagem individual custa 3 liras e é chamada de Jeton... com o cartão custa 1,95.


PASSEANDO PELA CAPADÓCIA:
Goreme é muito bacana, é a melhor cidade para explorar a região da Capadócia, pois é bem centralizada e é de lá que os balões “decolam”. Há vários restaurantes bacanas e dezenas de hotéis nas cavernas.
Cheguei pela cidade/aeroporto de Nevsehir e parti por Kayseri. Peguei transfer com a empresa New Goreme Tour. Fechei hotel e transfer com eles, ganhei 50% de desconto no hotel e um transfer de graça. Paguei no total 102 euros por 2 diárias e 2 transfers. O hotel Ottoman Cave Suites é deles, novo, recém-inaugurado e ainda em obras, mas muito confortável e chique. E o Ibrahim (dono) ainda nos deu um upgrade de quarto. Vale a pena fazer uma cotação com ele (email: info@newgoreme.com) para ver se consegue um desconto bom também, diz que foi o Diego do Brasil que indicou que ele vai lembrar e pode até fazer um desconto bacana.

Passeio de balão
Fiz o passeio de balão hoje com a Sultan Balloons (indicação do Rafael do blog "Esse Mundo é Nosso"). Peça para voar com o piloto português Carlos, muito gente boa, engraçado e profissional. O vôo foi incrível, estava muito frio mas não tinha nenhuma nuvem no céu. É tão tranquilo que não dá medo.
Depois do passeio de balão fiz um tour de um dia pelas principais atrações da Capadócia com um guia turco que fala português. Pagamos 160 euros (2 pessoas) e compensou muito. Visitamos vários lugares bacanas! O nome dele é Sercan (ou Sérgio) e ele é muito gente boa. O email para contato é: kaymakyemez@hotmail.com. Pode mencionar que foi uma indicação do Diego do Brasil. Eu peguei a dica desse guia com a Priscila do blog "Voali".



Goreme e os Balões (acordei cedo pra tirar essa foto... levantei cedo no dia seguinte ao meu voo de balão para poder ver os balões a partir da cidade, recomendo fazer isso, é outra visão e as fotos ficaram incríveis!)

*CRÉDITO DE TODAS AS FOTOS: Diego, autor do blog Meus Roteiros deViagem.


E para saber como foi nosso passeio de balão na Capadócia, leia neste post!

Outros posts bacanas sobre o país:
O melhor da Turquia: Itinerário e dicas (viajando sem tour!)
Comida na Turquia: do kebab aos doces coloridos... vale à pena experimentar! 

Turquia 3592421508196455410

Postar um comentário

  1. Tenho certeza que você vai gostar muito.
    O post ficou bacana, gostei da nossa parceria.
    Um abraço! :)

    ResponderExcluir
  2. Também gostei do resultado final do post, vai ser bom para nossa viagem e para os leitores que procuram informações.

    Valeu Diego, sucesso pro seu blog tb, espero que renda muitas visitas!

    ResponderExcluir
  3. Nossa! Dicas maravilhosas mesmo! Já favoritei!

    ResponderExcluir
  4. Olá Simone parabéns pelo Blog,é cheio de informações e tem me ajudado a montar meu roteiro para lá.Gostaria de saber quais albergues você indica em Istambul,Pamukkale e Capadócia? Caso não tenha hostel em Pamukkale ou Capadócia qual hotel (bom preço) você indica?
    Você sabe me dizer se hostel paga via internet ou pode pagar lá?POis não tenho cartão internacional e os hostels parece não ver nossas perguntas e nunca respondem.
    Vou viajar sozinha no periodo de Abril ou maio e estou meia perdida nessa parte da hospedage.Obrigada!

    ResponderExcluir
  5. Olá Cris

    Tenho este post sobre hotéis em Istambul, mas são opções perto do aeroporto => http://www.flashesdeviagem.com.br/2013/02/hoteis-perto-do-aeroporto-de-istambul.html Fora essas, o ideal é ficar no centro histórico da cidade, que é perto de tudo (Sulthanamet).

    Não dormimos em Pamukkale, e na Capadócia ficamos num hostel bem ajeitadinho e aconchegante, chamado "The Dorm Cave By Travellers". Indico que reserve pelo site www.Booking.com ou também pelo Hostelworld.com (procure meus posts sobre planejamento de viagem que tem outras sugestões). O link para o hotel é: http://www.booking.com/hotel/tr/the-dorm-cave.html?aid=304142&label=postbooking_confemail (ou direto no site do hotel => http://www.travellerscave.com/)

    Na maioria destes sites de hotel você faz apenas a reserva da data, leva o número impresso, e faz o pagamento lá no local mesmo na hora de entrar ou de sair do hotel/hostel/albergue. A não ser que você reserve um quarto pré-pago, aí paga antes mesmo. Só para a reserva não sei se precisa ser cartão de crédito internacional, ou pode ser só de crédito normal mesmo (pois mesmo sem pagar antecipado eles pedem um número de cartão para garantir a reserva, sem isso fica difícil, são poucos sites e opções que permitem sem, aí então seria melhor reservar direto no site do hotel mesmo, e se pedirem cartão explicar que não tem. Precisaria tentar.)

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Como vc fez contato com o Sérgio.
    Enviei vários emails para ele, mas sem retorno.
    Vou p lá em julho e gostaria de contatá-lo.
    Obrigada

    ResponderExcluir
  7. O Diego (que escreveu este post) fez o contato por email mesmo. Talvez ele tenha mudado então. Vou perguntar para ele se tem algum outro contato ou forma. Qq coisa comento e respondo aqui de novo.

    ResponderExcluir
  8. Livia Melo3/4/14

    Oii Simone! Uma dúvida, o Diego disse que a melhor cotação da lira que ele encontrou foi no Grand Bazar. Existe perigo de dinheiro falso ou lá é confiável?

    Obrigada!

    ResponderExcluir
  9. Não sei te dizer Livia, não troquei dinheiro lá, pois costumamos usar somente saques nos caixas eletronicos. Risco sempre pode existir, já que é um ponto muito turistico, mas nunca li ou soube nada a respeito. Convém conhecer o visual das notas de $, e checar sempre, principalmente no caso de valores maiores.

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Página inicial item

Pesquisar no blog

Loja Viagema

Reserve seu Hotel

Celular no Exterior

PARA QUEM AMA VIAJAR

RECEBA NOSSOS POSTS

Curta no Facebook

Leia Também