Loading...

África do Sul: santuários de animais na Rota Jardim

Todo mundo que vai até o país logo pensa em ver mamíferos de grande porte num safári, como leões, elefantes, búfalos, zebras... mas por todo o país a variedade e abundância de fauna é notável, e eles sabem como ninguém a maneira de “expor” os bichinhos de forma natural para eles e ao mesmo tempo super atrativa para os visitantes.

Ficamos encantados com 2 lugares que visitamos bem próximos à cidade de Plettenberg Bay (ou “Plett” para os íntimos): o Monkeyland e o Birds of Eden. Os dois locais fazem parte das atrações da Rota Jardim, ficam um ao lado do outro mas possuem entradas separadas, e ao que parece são administrados pelo mesma empresa. São santuários de vida livre animal, com espécies nativas da área e outras trazidas de fora. Partes da mata nativa da região foram cercadas e fechadas com tela em cima, formando “viveiros naturais gigantes”.

O Birds of Éden cobre uma área de mata nativa de 2 hectares da região, sendo considerado o maior santuário de vôo livre do mundo. (sim, os pássaros voam livres por lá, não tiveram suas asas cortadas ou estão engaiolados! \o/)



Preços e tempo gasto:
Monkeyland ou Birds of Eden - R150 (rands*) para adultos cada e R75 para crianças de 3 à 12 anos.  O “combo” para entrar nos dois sai mais barato, por R240 para adultos e R120 crianças. É a opção mais popular e utilizada, já que fica mais barato e se já está ali é legal aproveitar. Atualmente os tickets estão sendo vendidos pelo site, mas não vejo necessidade, dá para comprar na hora tranquilo, pois não é muito cheio.
*cotação média: 1 rand = R$0,23 (de modo geral, divida o valor em rands por 4 para saber o preço em reais)

No site adverte para juntar umas 3h para fazer os 2 passeios, e concordo com isso, acho super bem colocado. Dependendo do seu interesse e pressa pode ficar muito mais tempo lá dentro apreciando, pois no caso do Birds of Éden tem uns banquinhos espalhados em diversas áreas, para sentar em meio a natureza e apreciar (e não necessita de guia, você fica andando lá dentro por conta própria).

Quer uma dica? O passeio do Monkeyland é somente feito com guia naturalista do local, e dura 1h, saindo de 30 em 30 minutos cada grupo (de umas 10-15 pessoas). Se não quiser pagar ou não tem tempo para o passeio guiado (monkey safari), entre no Monkeyland somente para ir na lojinha ou ficar na área da lanchonete/café, mas não compre os tickets p/ o tour. Ficar ali é gratuito, e onde estão as mesas do lado de fora é encostado na mata, e os macacos passam por ali direto e ficam nas árvores e no telhado, então compre um refri e fique um tempinho ali admirando, que com certeza vai ver várias espécies de macacos bem de pertinho!

Mais uma dica? Leve uma jaqueta ou casaquinho leve, pois como é mata fechada e úmida é possível que você sinta frio. Preferencialmente vá de tênis ou sandália baixa (salto é furada!). Leve também sua garrafinha de água mineral, e uma barrinha de cereal ou lanchinho rápido se pretende ficar muito tempo, embora na entrada dos 2 locais tenha lanchonetes para pedir lanches simples ou beber algo. PS: Não abra nenhum alimento perto dos macacos (pois eles se atraem) e nem pense em jogar migalhas para os passarinhos, eles tem a dieta própria e balanceada de sementes e frutas.





Como chegar:
Veja no mapinha abaixo onde fica. Embora pareça distante de Plettenberg Bay, de fato não é, se estiver de carro acho que dá uns 20 minutos da cidade no máximo. Coloque as coordenadas dadas no site oficial ou o nome do local no GPS do carro (é imprescindível, barato e facilita demais) e chegue lá tranquilamente a partir de Plettenberg ou Capetown (se viajar de oeste para leste) ou de Port Elizabeth (se estiver vindo da direita para a esquerda), ambos pela rodovia N2, que corre próxima e paralela à costa no sul do país.
 
O local/região onde estão se chama "The Crags". Os parques possuem uma área aberta bem ampla para estacionar na frente. Se não estiver de carro peça um táxi saindo de Plettenberg, a corrida lá não sai caro, e os motoristas com certeza devem conhecer o lugar, pois são pontos bem turísticos na região, mas que estavam tranquilos quando fomos, o que tornou o passeio sossegado e quase exclusivo (adoro!), sem fila ou qualquer enrolação.





Sites para maiores informações: (*em inglês, embora na barra lá embaixo tenha a bandeirinha de Portugal para traduzir p/ português-PT, porém só a parte da introdução do site é feita)
Monkeyland (http://www.monkeyland.co.za/)

Se tiver que escolher só um, qual dos 2 é melhor?
Olha, sou fã incondicional de macacos, simplesmente louca por primatas e seus hábitos, e ao mesmo tempo não achava que me interessaria por pássaros, apesar de gostar de qualquer tipo de animal. No entanto... o Birds of Éden me encantou muito mais do que o safári no Monkeyland! Apesar de ter gostado do passeio na floresta entre os macacos e de todas as curiosas informações dadas, no santuário dos pássaros fiquei encantada com as cores, as formas e a variedade de pássaros exóticos ao redor, em cenários exuberantes, e dava para chegar pertinho pois estão acostumados com as pessoas no local. Teve uma hora que por causa do local, iluminação e cores, parecia que eu estava no éden mesmo, lindo demais!
De qualquer forma, a experiência com os macacos também é única e proveitosa, dá para ficar muito perto
(cerca de 1-2m) de vários deles nas áreas de alimentação e tudo mais, então se tiver tempo e dinheiro indico que vá sim! ;-)


Outros passeios bacanésimos que envolvem animais na região:

- Visitar um santuário de elefantes, também pertinho de Plettenberg.
Mesmo se você já estiver cansado de ver elefantes no safári, aqui você tem a oportunidade de ficar bem pertinho deles. Dá para dar comida na boca dos bichanos, fazer caminhadas ao lado com a mão no corpo deles e outras interações. Os elefantes são bem tratados, vivem num espaço enorme e possuem uma grande apego com seus tratadores, que ficam sempre por perto supervisionando.



- Visitar um centro de felinos selvagens, também ao lado de Plett.
Aqui o foco é nas cheetas, o felino mais veloz na face da terra! Possibilita interação de pertinho com estes animais, colocando a mão e tudo mais. Além disso, vários outros tipos de felinos, como lynx (linces) e gatos selvagens. Só não tem leões. Assim como os outros, são criadouros conservacionistas, com foco educacional e na manutenção e preservação destas espécies, em ambientes controlados porém praticamente naturais.


- Visitar fazendas de avestruz na cidade de Oudtshoorn.
Avestruz??? Mas que bicho feio, quem quer ver isso? Bom, como já disse, os africanos sabem como tornar estes programas com animais interessantes, e no caso destas imensas aves isto envolve subir nelas e dar um voltinha, assistir a uma corrida entre elas (montadas por seus treinadores), ficar em pé em cima de um ovo (que suporta o peso de uma pessoa), ver as incubadoras e filhotes, e também ver e comprar uma variedade de produtos de alimentação e de decoração feitos com as penas, os ovos e a carne destes animais. Citei um pouquinho mais sobre o assunto neste post. 





Gente, juro que tentei fazer um post mais curto... mas não tenho como deixar de mostrar tantas outras fotos lindas que tiramos por lá! Então, para quem curte fotografia e natureza, uma série especial de imagens destes 2 locais abaixo. Vale ou não vale a viagen hein?? ;-)
PS: agradeço o marido por muitas destas fotos, ele é melhor em fotografar natureza (paciência e determinação oriental!). Eu me dou melhor em fotos de arquitetura e contextuais.


Na floresta do Monkeyland:
Divisória entre a lanchonete do local e a mata em si (ou seja: é aberto!)


Macaco mais exótico e um dos maiores que vimos por lá

Este a gente conhece bem aqui no Brasil! (macaco prego)

Macaquices na área do café/lanchonete


Caminhada com guia na mata nativa, procurando os animais e aprendendo sobre seus hábitos

Área de alimentação (atrai os animais e podemos vê-los mais de pertinho)

Lêmures, que são originários e só existem naturalmente em Madagascar



Outro tipo de lêmure

Maior ponte em vão suspenso da África do Sul


Todo o colorido do Birds of Éden:
 

Uma das formas de colocar os alimentos

A parte inicial é assim, em meio a floresta


Um dos comedouros espalhados pelo local


Esta área mais aberta e com lagos me pareceu mesmo o Éden!



É muito estranho um flamingo passar andando ao nosso lado! (mas é bonito!)


Vermelho tão forte que a cor estourava na câmera (mas a outra conseguiu captar, fotos abaixo)



Me apaixonei pelo intenso vermelho destes pássaros, foi o que mais me marcou

 
Hiro fotografando, e abaixo as fotos do resultado



Espero que tenham gostado das fotos, eu suspiro e lembro da beleza a cada vez que vejo! :-D
The Crags 3038122349098720534

Postar um comentário

  1. Anônimo28/11/12

    Lindo, muito lindo! Obrigado por partilhar.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, eu amo seus posts... fico horas vendo as fotos.
    O texto tb tá incrivel, como sempre.
    Obrigado por proporcionar "viagens" pra gente tb.
    :D

    ResponderExcluir
  3. Muito legal! Cheguei a fazer um passeio numa fazenda de avestruz, na África do Sul. Vale muito a pena mesmo. As fotos estão lindas! Deu uma baita saudade deste país!

    ResponderExcluir
  4. Valeu pelos elogios galera! Claro que o fotógrafo ajuda muito para tirar boas fotos, mas ali a natureza se faz presente e bonita mesmo.

    Vale a visita! (nem só de safári e "big five" vive a África do Sul);-)

    ResponderExcluir
  5. Relendo todos os teus posts! Agora as passagens estão compradas, e em maio vou usar todas as dicas que vc já me deu. ;)

    Teus posts sobre a África do Sul são ótimos!! :)
    Super beijo!

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Página inicial item

Pesquisar no blog

Reserve seu Hotel

Celular no Exterior

RECEBA NOSSOS POSTS

Loja Viagema

Curta no Facebook

Leia Também