Loading...

Florença (e arredores): não deixe de ir quando visitar a Itália!

Dizem que quem tem boca vai à Roma, e eu acrescentaria: e quem vai à Roma vai até Florença também! Afinal, além de conhecer a capital da Itália (Roma), para conhecer um pouco mais do país é bom visitar também seu interior, incluindo Florença (Firenze para os italianos), a capital da região da Toscana, uma área muito conhecida por seus vinhedos e cenários montanhosos que costumam arrancar suspiros e encantar os viajantes.


Para chegar até Florença, o jeito mais fácil e rápido é pegar um trem, que faz o percurso em só 1:30h se for de trem rápido, e custa cerca de 29 euros na classe econômica. Já se optar por um trem mais lento (regional) o trajeto vai demorar cerca de 3:30h, mas o preço é mais em conta, a partir de 19 euros na Trenitalia (ferrovia italiana).

DICA dada pela leitora Silvia (nos comentários): comprando os tickets com bastante antecedência dá para conseguir por ótimos preços/desconto. Ela pagou só 9 euros o trecho Roma-Firenze (no trem rápido), comprando 75 dias antes! ;-)

Florença fica no meio do caminho entre Roma e Veneza, outro destino italiano que está na lista de 10 entre 10 que vão até lá. Por seu assim tão rapidinho, dá até para pensar em fazer um bate-e-volta no mesmo dia a partir de Roma, porém eu não recomendo não! Florença é para sentir e caminhar aos poucos, intercalando os passeios (geralmente sob um sol escandante) com um gelato italiano, ou vários deles! Só não se surpreenda se na conta vier a taxa de “coperto”/couvert, pois lá na Itália é assim mesmo, e você paga para sentar!  O trajeto entre 2 pontos em Florença é parte da graça da visita! Subir e descer ruazinha estreitas, observar a fachada das residências, as esculturas nas praças, ouvir o delicioso idioma italiano, dar uma pausa... Sendo assim, recomendo que se hospedem na cidade para conseguir conhecê-la melhor, ficando pelo menos 2 dias ou mais, e de preferência se hospedando pertinho do Centro Histórico, para já sair caminhando de seu hotel pelas imediações, e ir sentindo a vibração e o peso cultural desta cidade, que já abrigou e tem importantes obras de nomes de peso como Michelangelo, Leonardo da Vinci, Rafael e Botticelli.

 
Nós ficamos em um hostel aconchegante nas imediações da Gallerie dela’Academia, e portanto um de nossos primeiros contatos com um “cidadão” típico da cidade foi com... Davi! (obra mestra de Michelangelo, com 5 metros de altura no total, perfeito e imperdível!). Aliás, prefira ficar em guesthouses e hostels do que em hotéis de redes grandes e que possuem sempre a mesma cara e padrão ocidental/globalizado. Se hospede em algum predinho tipicamente italiano, compre seu café da manhã na padaria local e imagine como seria morar por lá de verdade! Uma boa opção é reservar sua hospedagem pelo Booking, pois além de bons preços lá você encontra acomodações de todos os tipos, e consegue dar uma olhada no mapa geral com a posição dos hotéis, o que facilita muito achar “um bom lugar ao sol” (quentíssimo) da capital da Toscana!
  
Montei um mapinha com parte de nosso trajeto e pontos principais que visitamos na cidade, e disponibilizo aqui para quem quiser consultar e ter uma idéia da distância entre as coisas.
 
clique aqui para acessar o mapa interativo

Alguns “FLASHES” de locais que valem a visita por lá:
(demoramos 1 dia e meio para ver tudo isso, e foi bem puxado!)


1- Gallerie dell’Academia: é um museu de artes, focando principalmente em esculturas do Renascimento. A maioria vai quase direto até Davi, até porque o resto do local e do acervo não é tão surpreendente assim. Não pensei que iria achar graça ver ao vivo, pois já tinha visto em inúmeras fotos, mas realmente esta estátua feita por Michelangelo impressiona!! A perfeição da musculatura, das veias marcadas ao longo do braço e mãos a torna diferente (e superior) a quase tudo que já se viu em escultura, uma perfeita aula de anatomia, tornando quase vivo um objeto em pedra. Na minha opinião valeu a visita e os euros gastos, só para ver de pertinho. Detalhe: não é permitido tirar fotos da obra, mas de longe conseguimos "burlar esta lei", tirando 2 fotos (esta e outra que desfocou), até o fiscal chamar nossa atenção e a partir dali ficar nos olhando sem parar, hehehe (não incentivo... mas não deu mesmo para resistir...!!).


2- Palazzo Vecchio: também conhecido como Palazzo della Signoria pois fica na praça de mesmo nome. É onde se encontra a prefeitura da cidade. Dá para entrar e ver os salões internos, além de acessar a parte de cima onde dá para ver melhor a torre com o relógio, e se quiser almoçar num restaurante chique que tem lá. Na praça, vale admirar a Galeria das Esculturas e tantas outras fontes, edifícios e cafés ao redor.



3- Praça e Igreja de Santa Maria Novella: simples e pequena comparada ao tamanho de outras praças e igrejas italianas, porém um local bastante agradável. De frente para esta igreja tem uma sorveteria de esquina muito boa e com preço mediano, não deixe de experimentar o sorvete (gelato) de nutella, bom demais!

 
4- Piazza del Duomo e a Basilica di Santa Maria del Fiore: dispensa maiores comentários. É onde fica uma das catedrais mais visitadas de toda a Europa, todo turista passa lá para apreciar a imeeeeeeensa obra toda coberta de mármore, e sua cúpula (duomo) com desenhos no interior que parecem vivos e tridimensionais, tamanha a perfeição. É para ficar horas babando nos relevos/esculturas da fachada, ou admirando as peças internas feitas por Giotto. A Basílica é tão grande que não cabe inteira em nenhuma foto, seja na largura ou altura. A torre do campanário (sino é altíssima e dá para subir para apreciar a vista da cidade. Tudo tombado pela Unesco como Patrimônio Histórico Mundial. Uma das entradas dos "edifícios" que formam o complexo tem um portão com cenas em relevo e folheados a ouro, simplesmente divino!





5- Piazza della Repubblica: é a praça central da cidade, com um grande portal de passagem, e um carrossel que parece ter saído de um filme de conto de fadas (amei!). Ao redor, vários cafés e restaurantes elegantes, e a presença constante de artistas de rua e músicos pelo local. 



6- Gallerie Ufizzi: aqui se encontram as obras dos mais famosos artistas e escultores italianos. Acervo de excelente qualidade principalmente para quem aprecia arte do período do Renascimento. O melhor museu da cidade com certeza. Vá com tempo, pois as vezes só na fila para entrar já se perde 1h dependendo da temporada!


7- Ponte Vecchio: é a mais famosa da cidade, e vai ser dirfícil você encontrar outra ponte com este visual em toda a Itália, pois ela é única e está lá desde 1345 (pasmem!). Pedrestes e carros circulam pela ponte, que é cheia de joalherias e muitos turistas também! Esta vista da foto abaixo foi tirada de dentro da Gallerie Ufizzi.


8- Palazzo Pitti: construído pela Familia Pitti para rivalizar com os Médici na época. O Palácio é tão imenso que o projeto "megalomaníaco" acabou levando a família a fal~encia, e quem comprou-o em seguida foram os... Médici! Hoje é possível visitar o Palácio, onde também funciona um museu.
 
 
9- Giardino Boboli: é um imenso complexo de jardins, cheio de esculturas, fontes, trilhas e "labirintos", plantas... só uma palavra para descrever: impressionante! Não deixe de ir, e vá com tempo. Passe algumas horas num dos vários espaços de lá, procure uma sombra e se possível faça um piquenique!


10- Basilica di Santa Croce: é uma igreja Franciscana, e a fachada de mármore branco foi adicionada bem depois, o restante do corpo da construção é todo em tijolo como dá para ver um pedaço na foto. É aqui que estão enterrados grandes nomes italianos, como Michelangelo, Maquiavelli, Rossini, Galileo Galilei... fora as obras esculpidas de outros grandes mestres em seu interior, como o painel "A Anunciação" de Giotto. Perdemos de entrar lá por questão de minutos, então não deixe para ir muito no final do dia! Ali do lado fica a Biblioteca Nazionale, dê um pulo para conferir.


11- Piazzale Michelangelo: a praça em si não tem quase nada, é um enorme espaço vazio com uma réplica da estátua de Davi de Michelangelo (por isso o nome). O que conta aqui é a posição no alto de uma colina, e toda a vista da cidade ao redor, que é linda. No Pôr-do-sol deve ficar ainda mais incrível! Se não gosta de subidas íngremes e contínuas, vá de ônibus, que pára ali na frente.



O MELHOR DA CIDADE:
Quer saber meus TOP 3 locais imperdíveis na cidade? Consulte este outro post que conta mais detalhado sobre cada um deles. E como já escrevi aqui, não tem como deixar de fora a Piazza del Duomo, com sua Catedral maravilhosa como atração principal, além de ver a estátua de Davi na Gallerie dell’Academia, pois réplicas você vai encontrar por toda parte lá, mas nenhuma se equipara a ORIGINAL! ;-)


O QUE VISITAR NOS ARREDORES DA CIDADE:
Gostou da cidade e quer ficar mais tempo por lá? Passeio por tudo, e aproveite a proximidade para fazer viagens de 1 dia (bate-e-volta) e conhecer algumas das cidades vizinhas ao sul, como:

- a charmosa e medieval San Gimignano, super recomendada pelos viajantes que já exploraram o interior da Itália, com seu centro histórico considerado Patrimônio Arquitetônico Mundial pela Unesco.  Indo de ônibus demora +-1:30h, e custa uns 6 euros. Não dá para ir de trem direto, pois a cidade não tem estação.

- Siena, outra cidade cujo centro histórico foi classificado pela Unesco como Patrimônio da Humanidade. Leva 1:30h em trem comum e custa 7,70 euros.

- Arezzo, uma cidade que assim como Firenze é cortada pelo Rio Arno, e sede de diversas construções históricas importantes. Demora a partir de 33minutos para chegar, pelo valor de 9 euros.

Se é um apreciador de vinho, então sugiro que se perca na região de Chianti (com certeza já ouviu este nome né?). ;-) Visite as extensas plantações e vinícolas, e faça um tour guiado para aprender um pouco mais como se fabrica um dos melhores vinhos da Itália!

E ainda:
Se faz parte de seu sonho e imaginário conhecer a Torre de Pisa... aproveite para ir até a cidade de Pisa também, fica a oeste da cidade, é pertinho!  A viagem de trem até lá demora entre 50min-1:20h, e custa cerca de 7 euros.

Não deixe de incluir Florença na sua lista de locais para visitar na Itália, a cidade é uma delícia, respira arte, e com certeza merece sua visita. Só uma dica final: se não gosta de andar debaixo de calorão do sol, evite ir em pleno verão europeu, a cidade é realmente quente, e o sobe e desce das ruazinhas pode ser bem cansativo! (confesso que eu que não sou tão fã de calor penei um pouco por lá...) ;-)


E mais:
Siga o blog no Facebook
Acompanhe as fotos no Instagram


Itália 472621538790867172

Postar um comentário

  1. Vera Tuleski28/9/12

    Eu visitei Florença e achei linda.A Basilica di Santa Maria Del Fiori, a porta do Batistério toda folhada a ouro, são espetaculares.O mercado da palha, as joalherias da ponte Vecchio(acho que é assim) são incríveis.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Si. Tudo bem? :D

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.

    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie - Boia Paulista

    ResponderExcluir
  3. Que ótimo, obrigada por selecionarem mais um post aqui do blog! É sempre muito bom ser indicado pelo Viaje na Viagem! ;-)

    ResponderExcluir
  4. Carlos Hideaki Fujinaga4/10/12

    Fui pra um congresso em Padova, em 2007, e aproveitamos pra passear na Lombardia, Veneto (onde encontrei a Hebe Camargo) e Toscana. Roma já tinha ido numa oportunidade anterior. Como estava em grupo, teve várias visitas que deixei de fazer, seja por tempo, por incompatibilidade de interesses, seja pelo custo. Mas não deixei de provar a Bisteca a la Fiorentina, e dei uma escapada pra Galeria Uffizi. Que por sinal, cheguei faltando uma hora pro encerramento, e não peguei fila. Quanto aos arredores, fui pra Lucca e Pisa.

    Hoje passou na NHK, um programa em que uma atriz alugou uma casa em Florença por alguns dias. Alias, uma casa que acredito que eu vi durante minha estada há 5 anos. Não mostrou muito quanto aos atrativos mais famosos, mas teve uma escapada até a Comuna de Scarperia, onde acontece um festival em que os participantes revivem a época do Renascimento, vestindo-se a caráter e vendo danças típicas da época. Isso em setembro. Ela foi pra essa Comuna de bicicleta. Se quiser, o link com o resumo do programa está aqui, rsrs: http://tvtopic.goo.ne.jp/program/info/591697/index.html (em japs, claro).

    ResponderExcluir
  5. Boas experiencias e dicas Carlos, obrigada por compartilhar aqui!
    Lucca é outra opção de cidade que poderia ser incluída no post, mas acabou ficando de fora.

    Quanto ao link doo programa.... não aparece nenhum vídeo, e aí não tem como entender aquele monte de texto em japonês! rsrs ;-)

    ResponderExcluir
  6. Silvia Spinassi5/10/12

    Simone, dependendo da antecedência da compra, dá pra achar trens rápidos por menos ainda. Comprei uma passagem Roma-Firenze, no trajeto de 1h30, com 75 dias de antecedência por 9 euros!

    bjos
    Silvia

    ResponderExcluir
  7. Obrigada pela sua dica Silvia! Vou adicionar esta informação sobre a antecedencia no post. ;-)

    ResponderExcluir
  8. Oi, Simone!

    Que coincidência entrar hoje no seu blog e encontrar um post sobre a Toscana! Ontem eu estava em uma livraria com meu marido e nós ficamos um tempão lendo o guia da Lonely Planet "Florença e Toscana", pois essa é a região que mais queremos conhecer na Itália, depois de Roma. Não tenho muita vontade de ir em Veneza e nenhuma de ir até milão, mas a Toscana... Ah, a Toscana! :)

    Abraço,
    Lidia.

    ResponderExcluir
  9. Anônimo12/10/12

    Oi Simone! Achei seu post bastante interessante! Eu já estive em Florença durante um programa de intercâmbio e essa cidade respira arte e também tem muita coisa a oferecer além de suas belezas naturais fantásticas. Eu fiz um curso de italiano em Florença na escola de idiomas Sprachcaffe e até hoje tenho meus momentos maravilhosos nessa cidade guardados na minha mente. Recomendo uma viagem à Florença e deixo aqui a dica da escola de idioma onde eu fiz o curso.

    http://www.sprachcaffe.com/portuguese/study_abroad/language_schools/florence/main.htm

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Estive na Itália no começo de outubro/12...foi sensacional!
    Ficamos 3 dias e meio em Roma e depois fomos para Toscana!
    Foram 7 dias e conhecemos: Firenze, Montalcino, Siena, San Gimignano, Pisa e Lucca.
    Ficou o gostinho de "quero mais" e espero voltar logo!

    ResponderExcluir
  11. Olá Simone,
    Primeiramente, parabéns. Suas dicas são muito boas e bem claras.
    Vou ir para a Itália no fim do ano e gostaria de saber quantos dias são necessários para conseguir conhecer tudo, ou pelo menos quase tudo o que você colocou neste post.
    Eu provavelmente terei no máximo dois dias, será que consigo?
    E mais uma coisa: O transporte público é muito necessário lá?
    Obrigado!!
    Bruno Leite

    ResponderExcluir
  12. Obrigada Bruno!

    Olha, nos fizemos os 11 itens citados em 2 dias inteiros, pois foi o tempo que ficamos na cidade, então é possível sim!

    O centro histórico de Firenze é relativamente pequeno, dá para fazer quase tudo a pé mesmo. Só lembro de pegar ônibus para subir e descer até a Piazzale Michelangelo, mas nada impede de ir a pé também. Só leve muita água pois lá é um calorão, e por isso meio cansativo de ficar batendo perna!

    ah! tem que comprar ticket do ônibus ANTES de entrar nele, pois não tem cobrador e não recebem dinheiro. Em geral vende em máquininhas que ficam na calçada próximas às estações do ônibus. Pergunte para alguém se tiver dúvida. Depois que avistar uma, vai conseguir achar e reconhecer outras.

    Boa viagem, aproveite!

    ResponderExcluir
  13. Ah, então acho que consigo fazer no tempo que me planejei.. Perfeito.
    Quando eu estiver acertando meus destinos em Roma vou te pedir mais umas dicas no outro post... hehehe
    Muito Obrigado!!

    ResponderExcluir
  14. Olá! ótimo post, vocês estão de parabéns!

    ResponderExcluir
  15. Simone, tenho mais umas dúvidas...
    Falando em Florença, mas também servindo para Roma e Veneza.
    Vale a pena pegar aqueles cartões de atrações?
    E outra coisa, tenho que reservar on-line ou é tranquilo de conseguir as coisas na hora (lembro que vou nesta sexta-feira, fora de temporada) ?
    Obrigado!!

    ResponderExcluir
  16. Oi Bruno

    Sobre passes de desconto por cidade, nós usamos o Roma Pass e achei que valeu muito a pena, pois entramos em muitos lugares contemplados pela cartão, e utilizamos livremente o transporte público (vem junto). Eu falo mais sobre isto neste post aqui: http://www.flashesdeviagem.com.br/2010/09/passes-de-desconto.html

    Já os cards de Florença e Veneza não sei se tem, não conheço. Mas são cidades que talvez não faça muita falta, pois podem ser exploradas a pé e várias atrações boas não precisa pagar.

    Sobre reservar antes, acho desnecessário. Nunca fiz isso em nenhuma viagem nossa, e não deixei de entrar em qualquer lugar. Ainda mais se está indo fora de temporada. Em Roma, só a Galleria Borghese (museu) tem que agendar antes, mas pode ir direto lá em um dia e reservar horário para daí uma hora ou para o dia seguinte, conforme a disponibilidade.

    ResponderExcluir
  17. Olá Simone! Muito Obrigado pela ajuda mais uma vez.
    Ah, são boas notícias. Estou partindo amanhã e fico mais tranquilo com isso. Vou me informar sobre o cartão de Roma.
    Obrigado novamente!!

    ResponderExcluir
  18. Anônimo1/4/13

    ola simone! tudo que vc. disse e muito real, estivi na italia e andei desde milao ate roma, tudo muito maravilhoso, fiquei deslumbrada em tudo que vi. foi uma maravilha conhecer tudo aquilo. voltarei em breve se Deus quizer. parabens.

    ResponderExcluir
  19. Anônimo26/4/13

    Olá pessoal,

    Marquei minha viagem à Itália em outubro/2013. Gostaria de saber se chove muito nessa época. Alguém já esteve lá neste período? Quando marquei ouvi dizer que é uma boa época o outuno, porém agora só ouço falar em chuva, estou ficando preocupada....

    Obrigada

    ResponderExcluir
  20. De fato, outubro é um mês que costuma chover na Itália (pesquisei em Roma => http://www.weather.com/weather/wxclimatology/monthly/graph/ITXX0067)

    Porém isso não quer dizer que você precise desmarcar ou deva ficar preocupada, pois depende da sorte e da quantidade de dias que vai ficar por lá, e pode coincidir em não chover em nenhum deles naquela cidade que estiver. O fato de chover mais ou bastante em um mês não quer dizer que seja todo dia ou o dia inteiro. ;-)

    Tem que ir, mas leva um guarda chuva grande ou capa de chuva para imprevistos, torcendo para que não precise usar! Se um dia amanhecer chovendo, programe nele opções internas de passeios, como museus e afins...

    ResponderExcluir
  21. Anônimo1/6/13

    Boa tarde Simone !!
    meu nome é Marcelo e vou fazer a viagem sozinho.
    Curti muito tudo o que você disse.Vou final de Agosto e Inicio de setembro depois parto para Grécia.
    Vou viajar para Roma, Veneza e Florença. Já conheço Roma,mas tenho que voltar.....
    Então eu vou ficar dois dias e meio em Veneza e dois dias e meio em Florença. ( meio devido a viagem que vou perder pela manhã )
    Minha perguntas são: Compro ingresso de trem na hora ou compro pela internet aqui no Brasil ? Seria Roma - Veneza Veneza - Florença Florença - Roma
    As outras cidades vou fazer bate e volta de trem.
    Outra pergunta: Melhor fazer bate e volta de Roma para Pisa ou de Florença para Pisa ??

    Napoles, Pompeia vou fazer de Roma.

    Grande abraço e saibas que seu post está me salvando.

    ResponderExcluir
  22. Acho que é melhor comprar os tickets de trem antes pela internet, já que tem tudo planejado e sabe os dias certinho em cada cidade. Isso pq pela internet e bem antecipadamente, tem chance de vc conseguir tarifas promocionais. Estes preços com desconto são os primeiros a vender é claro, portanto se deixar para um dia antes quando chegar lá, tem chance de pagar mais ou ter que ir obrigatoriamente em primeira classe. Mas se pela internet só achar o preço mais alto tarifa cheia, aí talvez seja o caso de deixar. A única vez que deixei para comprar na hora (paris-bruxelas), paguei mais de 3 vezes o valor previamente pesquisado por conta disso.

    Bate volta até Pisa é melhor partindo de Florença, já que é mais perto e tem boa disponibilidade de trens também.

    ResponderExcluir
  23. Anônimo2/6/13

    Olá Simone?! Estaremos em Roma dia 22/12/13 retornamos dia 02 de jan. Queria uma dica sua. Por este blog já percebi q precisamos de mínimo 2 dias cheios para Florença, Veneza e pizza é isso? Entendi certo? Onde é melhor se hospedar dos 3 lugares ? Sugere algum Hostel ? Qtos dias acha q é necessário para se conhecer Roma? Sade de algum hostel legal? estava vendo aptos pelo flipkey ... E achei interessante. Ja ficamos em NYC e foi ótimo. Pergunto isso porque queremos ir até Paris também. Desde já agradecemos suas dicas !! Um abraço
    Dea e Junior .

    ResponderExcluir
  24. Minhas SUGESTÕES:
    - Florença- 2 dias
    - Veneza- 2 dias
    - Roma- 3 à 4 dias (tem muita coisa, neste tempo vai só nos principais, veja meus posts "roteiro Roma"

    Não conheço este flipkey, costumo procurar e reservar em outros locais, como Booking, Hostelworld, HIhostels, Hostelbookers, etc. No momento não tenho como acessar e ver os nomes de onde ficamos para lhe passar.

    ResponderExcluir
  25. Anônimo5/6/13

    Olá Simone,

    Estou a planear uma visita a Florença no final do ano (quando penso encontrar preços mais acessíveis), para procurar casa, pois vou de Erasmus para lá em inícios de Fevereiro.

    Voos directos de Portugal para Florença ficam bem caros, por isso estou a ponderar ir até Roma ou Bolonha de avião e depois ir de comboio para Florença. Onde posso encontrar os preços dos bilhetes? Quero comprar bem antes de ir, de modo a garantir melhores preços.

    Patrícia

    ResponderExcluir
  26. Olá Patrícia!
    Veja mais informações sobre viajar de trem pela Europa neste post do blog: http://www.flashesdeviagem.com.br/2010/06/trens.html

    Para comprar bilhetes trens Itália, acesse o site da ferrovia italiana => http://www.fsitaliane.it/ e clique em "Biglietteria OnLine" (ou opte pela versão em inglês clicando no botão "English" lá em cima à esquerda.

    Se não me engano a antecedência máxima para compra de bilhetes é de 3 (ou 6?) meses no máximo. Comprando antes, tarifas mais baixas sempre.

    Espero ter ajudado. Boa viagem!

    ResponderExcluir
  27. Corrigindo: acessar o site da TRENITALIA é até mais direto e fácil de entender na hora de compras os bilhetes! ;-) http://www.trenitalia.com/

    ResponderExcluir
  28. Olá Simone, obrigado pelas dicas. Estou planejando ficar 6 noites em Florença para poder conhecer também Pisa, Lucca, Siena, San Gimignano, Arezzo e vinícolas de Chianti. Vou alugar um carro para facilitar as idas e vindas. Em termos de logística, vc acha melhor ficar em Florença todos esses dias? Ou dividir a estadia entre Florença e San Gimignano? Ou outra cidade mais bem localizada entre esses pontos? Obrigado! Eduardo

    ResponderExcluir
  29. Fazer base em Florença é uma boa opçao sim Eduardo, já que a cidade é central em relação as outras e tem bastante coisa para fazer. No entanto, pense que em bate e volta se gasta o dobro de tempo e de estrada/gasolina, então uma opção mais econômica talvez fosse ir de cidade em cidade dormindo uma noite ao menos (ou mesmo só visitando e indo para a próxima).

    Sugiro que vá ao Google Maps, clique em "direções"(direcctions) e coloque todas as cidades ali, assim terá noção da distancia entre elas e pode visualizar no mapa um trajeto contínuo que passe pelos locais, como por exemplo: partindo de Arezzo para Siena para San giminiano, depois vinicolas chianti, Florença, lucca e Pisa.
    Dá mais trabalho ter que marcar hotel em todos os locais, mas além da economia pode ser menos enjoativo e mais interessante dormir em locais diferentes e vivenciar um pouquinho das cidades e regiões a noite, que as vezes ficam muito atrativas e gostosas iluminadas ao escurecer.

    ResponderExcluir
  30. (Eduardo) ...Bate e volta é interessante para 1-2 lugares ao redor, mas no caso de 6 lugares extras como pretende, acho que fica meio cansativo.... Se for o caso tente dormir em 3 cidades diferentes então, e de cada uma delas ir para mais uma que esteja perto... Algo assim! ;-)

    ResponderExcluir
  31. Olá Simone!
    Estarei em Florença ainda este mês, gostaria de fazer um tour na região de chianti, guiado, porém minha mãe não fala ingles. Será que encontro algum tour guiado em portugues nas vinícolas em chianti?

    Obrigada,

    ResponderExcluir
  32. Oi Claudia.
    Não sei te responder isso, não conheço a região das vinícolas de Chianti. Acho pouco provável que ache tour em português, mas talvez em espanhol consiga com mais facilidade, e aí talvez já facilite para sua mãe.

    De qualquer forma, pergunte a respeito neste blog aqui, talvez possam te ajudar=> http://www.viajenodetalhe.com.br/?s=chianti

    ResponderExcluir
  33. Anônimo13/9/13

    Oi, estava pesquisando sobre o trem rápido de Roma para Firenze e pesquisei para a primeira semana de Dezembro de um dia para o outro e fica por 38 euros para duas pessoas, ou seja, não fica mais barato com tanta antecedência, sera que me pode ajudar? Obrigado

    Joana

    ResponderExcluir
  34. Olá Joana!!
    Olha, se olhar as médias de preço no início deste post vai ver que o valor que achou de fato já está muito bom e abaixo! São 19 euros por pessoa, não é muito. Eventualmente pode existir ofertas e promos ainda mais baratas, como a de 9 euros, porém é sujeito a disponibilidade e "humor" da empresa, não tem como prever ou como te ajudar nisso.
    Se acha que o valor ainda está caro, vai buscando outras vezes no site durante as próximas semanas, e observando se o preço está subindo ou descendo. A hora que achar valor melhor, arremate! ;-)

    ResponderExcluir
  35. Anônimo7/10/13

    OLA SIMONE . Parabéns pelas dicas;eu estou pra ir em novembro e pretendo ficar 3 dias em roma . e 4 em Florença visitando as cidades próximas . e por fim chegar em genova pois la voltarei em um cruzeiro . esse trajeto pretendemos fazer de carro. minha dulvida é sem falar italiano; pois em paris me virei tranquilo sem falar uma palavra rs . na italia eu consigo ?

    ResponderExcluir
  36. Consegue sim!! Sempre digo que o idioma oficial do viajante durante as viagens é o inglês, que sempre é falado no setor de hotelaria ou nos pontos turísticos. Se não sabe o inglês para se comunicar, ainda assim vai ser mais fácil do que na frança, já que prestando bastante atenção pode até entender um pouco do que falam em italiano, já que tem muitas palavras "similares" ao português. De qq forma, sempre tente introduzir a conversa com alguma expressão em italiano, para depois perguntar se a pessoa fala inglês e começar a falar. Assim é sempre mais simpático e educado.

    ResponderExcluir
  37. Anônimo5/1/14

    Olá, eu aconselho a entrarem em contato com Touristico, são especializados na Itália, o ano passado eles organizaram minha viagem e foi tudo perfeito e acabei até mesmo economizando.. o site deles é www.touristico.it Vale a pena! Silvia

    ResponderExcluir
  38. Boa tarde,

    Se possível, me ajude na seguinte dúvida.
    Se eu locar uma bicicleta nas principais cidades da Toscana, consigo conhecer as áreas rurais nos arredores das cidades utilizando as estradas paralelas sem grandes problemas?
    Como faço para assegurar a bicicleta ao entrar em um museu, por exemplo, há estacionamento ou bicicletário?

    Obrigado desde já.

    ResponderExcluir
  39. Oi Roberto
    não sei lhe ajudar com certeza nisto, visto que nunca fiz qq passeio de bike pela região. Acredito que as estradas sejam seguras, e se não me engano existem sites que mostram rotas de bicicleta nas principais cidades do mundo (ou procurar isso dentro do site de turismo do pais).
    Quanto a estacionamento ou bicicletário não tem regra fixa, vai depender do local, uns vão ter outros não. Acho que o melhor é perguntar na recepção onde colocar, e se não tiver é o caso de encostar em algum lugar próximo, prendendo a bike ou não.

    ResponderExcluir
  40. Oi Simone! Tenho lógico muitas dúvidas... tenho lido muito seus comentários de todas as cidades...são ótimos...mas alguns hotéis que sugere nos posts esgotaram na data que irei.,....Irei á Italia ficando 20 dias em junho, estou na fase de escolher os hotéis...umas das muitas dúvidas é : qual hotel/ localização em Firenze...vc sugere? Na região de San Frediano (Hotel La Terrazza Sua Boboli) ou (Florence Dream Domus)? Vamos ficar 3 noites (somo tres amigas), nosso foco é ficar perto do agito da noite como bares de preferencia á pé, e conhecer os principais pontos turísticos de Firenze..também faremos o passeio de Pisa/ San Girminiano e talvez bate e volta para Bologna. Pode me ajudar? obrigada!

    ResponderExcluir
  41. Olå Carla Regina! Dei uma olhada e achei bem bom e charmosos os 2 hotéis que comentou. E termos de agito noturno e ir a pé aos locais acho que o segundo seria mais adequado, pois fica do outro lado do rio e mais na parte do centro histórico da cidade, mas o primeiro que citou tb não é longe e daria para ir a pé, é uma boa região. Enfim, estarão bem servidas em qq um dos 2!

    ResponderExcluir
  42. Olá Patricia!...fiquei muito mais segura após ler seu comentário e acabei de fechar o hotel la Terrazzia , fui pelos comentários dos hóspedes...e nota....

    ResponderExcluir
  43. Que bom Carla! Mas de onde tiram o nome Patricia?? Hhhehe já é a segunda vez que confundem nos comentários aqui do blog! ;-) Meu nome é Simone.

    ResponderExcluir
  44. Oi! Opa! desculpe..vou para a pagina de Roma agora.... terá uma perguntinha lá.

    ResponderExcluir
  45. Anônimo19/4/14

    Olá Simone! Em maio irei para a Itália de excursão. Visitarei Florença pela manha conhecendo a parte externa da Catedral, a Praça da Signoria, a da República e a Ponte Vecchio. Terei a tarde livre. Você sugere uma ida a Pisa ou ficar em Florença, conhecendo mais os pontos turísticos com uma visita ao Galleria degli Uffizzi?

    ResponderExcluir
  46. Minha sugestão seria ficar em Florença mesmo, pois tem outras coisas para conhecer lá que são interessantes, como a Galeria mencionada. E só uma tarde é muita correria para um bate e volta até Pisa, acho que não compensa não.

    ResponderExcluir
  47. Anônimo23/6/14

    Quanto custa a diária de um guia para a regiáo do Chianti? Já temos, casal, um carro locado para o fim de julho

    ResponderExcluir
  48. Obrigada por participar do blog comentando, mas não sei lhe ajudar com a resposta. Procure post especificos de Chianti em outros blogs, talvez saibam informar.

    ResponderExcluir
  49. Anônimo10/8/14

    Boa tarde,
    Estou planejando há muito tempo viajar para Roma e Toscana, mas só posso ir em outubro. Como vi que é bastante provável que chova estou desanimando e pensando e ir pra Londres e Paris. Nunca fui a Europa e o que eu mais tenho vontade de conhecer é Itália, em segundo lugar Paris. Será que vale a pena arriscar Itália?

    ResponderExcluir
  50. Ué, acho que vale "arriscar" na italia sim, se este é seu sonho e vontade nem mesmo chuva deve impedir! Afinal, quem garante que em londres ou paris não irá chover? Vá para o que tem mais vontade e desencane do clima, vai ser o que tiver que ser, e chuvas não costumam durar o dia todo e nem ser todo dia um após o outro.
    não se iniba ou desanime pensando nisso e tentando "prever" que pode acontecer, e boa viagem!

    ResponderExcluir
  51. Ola! Gostei muito de tudo que li, estou encantada!
    Vou ficar 10 dias em Florença fazendo um curso de desenho de joias, porém vou ter uns dias livres, gostaria de saber se é possível fazer um bate e volta até Roma, ou se vc me aconselha dormir...
    Queria saber tbm, se é arriscado deixar pra arrumar um hostel a hora q eu chegar, caso eu durma em Roma e quanto mais ou menos se gasta por dia com comida ( sou vegetariana e bem simples rs ).
    Muito obrigada
    Marília

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OLá Gisele!
      Possível fazer bate e volta até é, se pegar um trem de alta velocidade e sair bem cedinho de manhã. Mas não acho que vale a pena, pois Roma tem tanta, mas tanta coisa legal para ver que seria muito triste ir embora sem ver quase nada. Então eu indicaria dormir ao menos 1 noite por lá, para permanecer 2 dias.
      Tenho post com Roteiro de Roma para 3 dias, e ainda assim foram dias intensos, muitas atividades mesmo!
      Sobre hostel só na hora que chegar penso que depende da época em que vai (altissima temporada é arriscado), do seu orçamento (vagas mais baratas acabam antes) e do horário que irá chegar na cidade (lá é grande e de noite é complicado). Enfim, eu não arriscaria. O que vc pode fazer é reservar via internet uns dias antes, quando já estiver em Florença mesmo, assim tem pelo menos um lugar garantido e não perde tempo procurando ao chegar lá.

      Sobre comida não sei dizer. Acredito que pegar os menus do dia na hora do almoço seja a melhor opção. Devem custar uns 8 euros por aí. Ou então comprar algo em mercadinhos, lá costumam ter variedades de saladas e afins já lavadinhos e misturados para vender, e aí sai bem mais barato.

      Espero ter ajudado! Boa viagem e curso para vc!

      Excluir
  52. Anônimo9/3/15

    Olá, em maio estaremos retornado à Florença. Ficaremos 4 dias e gostaria de saber se a programação a seguir é recomendada: 1º dia Chianti e/ou Montepulciano; 2º dia Luca e Pisa; 3º dia Siena e San Giminignano e 4º dia Verona. Qual o melhor meio de locomoção: carro ou trem? Conto com a sua ajuda. Alexandre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá, são 4 dias em FLORENÇA, mas lá vc não passará nenhum dia inteiro? Só vai usar a cidade como base para dormir? Acho que lá tem bastante coisa para ver, seria recomendável no minimo 2 dias inteiros, e aí os outros dias partir para codades vizinhas.
      Mesmo que tenha 4 dias para estas outras cidades, achei meio corrido todo dia ir em 2 lugares diferentes, pois assim vai ter ido em várias cidades, mas não vai ter conhecido mesmo quase nada, é só entra e sai. Afinal, tem os tempos de deslocamento para descontar, tempo para parar e se alimentar.... o indicado seria 1 cidade extra por dia, a não ser que esteja de carro alugado e queira ver 1 único local em cada uma delas.
      Mas de forma geral eu recomendaria se deslocar de trem, é tão gostoso e vc não se preocupa com gasolina, estacionamento (que nos centros desta cidades as vezes nem é permitido) e etc. Dá para comprar os tickets de trem pela internet ou chegando lá na própria estaçào de trem. Só em época de verão e alta estação é mais arriscado comprar em cima da hora, pois pode lotar e esgotar

      Excluir
    2. Anônimo10/3/15

      Grato pelo retorno. Na realidade tenho dúvidas em montar base em Florença e visitar as cidades citadas, ou mesmo montar base em Siena, que acredito seja mais próximo aos lugares que desejamos conhecer. O que você acha? O trem é o modo de locomoção mais provável, pois como disse, não tenho a mínima intenção de dirigir.
      Florença nós conhecemos em 2012, porém apenas 1 dia, pois tínhamos que retornar a Roma.

      Excluir
    3. Não conheço Siena ainda. Mas se vc acha que já viu o que queria em Florença e lá é mais perto das outras várias cidades que deseja ir, então acredito que seja uma boa opção, vá fundo! Trem é ótimo na Itålia, um dos melhores meios de locomoção mesmo. Note que tem o trem normal e os de alta velocidade, que chegam em menos tempo mas costumam ser um pouco mais caros. Boa viagem!

      Excluir
  53. Viajo no próximo mês para Itália (primeira vez). Estou com imensas dificukdades para fazer meu roteiro, pois tenho parentes lá e tenho que visitá-los (no Sul e Norte).
    Você acha possível eu sair de Roma de trem rápido, chegar cedo em Florença e fazer esse seu tour em um dia, pernoitar em Florença, acordar cedo ir para Pisa, retornar para Florença e ir para Napoli, para no dia seguinte visitar Pompeia e partir para o sul da Itália (ônibus) antes das 16:00 horas (horário de partida do ônibus)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Possível é, mas bem corrido! Tudo depende do seu pique, dos horários de trem, e de terem mente e se resignar que com passagens rápidas assim só vai ver alguns pontos principais de cada lugar e pronto, não tem jeito.
      Acho que todo o roteiro que passei de Florença é complicado em 1 tarde/dia só, priorize o centro e deixe de lado coisas como Piazzale Michelangelo e mesmo o lindo Jardin Di Boboli.
      Quanto a parte de Pompéia, não sei lhe responder pois não fomos, mas parece bem apertado tudo até as 16h.
      E para encurtar trajeto, porque não vai de trem de Piza direto para Napoli? Se tiver esta opção, não vejo porque voltar até Florença antes.

      Espero ter ajudado e boa viagem!

      Excluir
  54. Você acredita que seja possível fazer esse roteiro e depois ir a Pisa e retornar para Roma em um único dia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como já comentei, acho que fica muito corrido. fazer 2 cidades em 1 dia e ainda viajar para outra no mesmo me parece um exagero, mas cada um viaja como gosta. Em minha opinião, descartaria Pisa e curtiria Florença (que tem muita coisa) com mais calma em um dia inteiro pelo menos.

      Excluir
    2. Fiz tudo em um dia, mas claro conheci apenas o essencial de Firenze.

      Excluir
    3. Que bom que deu certo, e obrigada pelo retorno aqui contando! :)

      Excluir
  55. Anônimo25/7/15

    Gostaria de usar este espaço para dar uma dica. Quando fui à Roma, fiquei hospedado ao lado do Vaticano. Não achei a localização muito boa (longe de muitas das atrações da cidade). Tendo isto em vista e com um mapa que peguei no hotel, fiz roteiros para 3 dias. Em um dos dias, o roteiro era do hotel até o Coliseu. Em outro dia, do hotel até a Piazza di Spagna e no terceiro dia, do Museu do Vaticano até a Fontana di Trevi, sempre visitando todas as atrações que haviam pelo caminho e no entorno. Deu bem certo. Também, a partir de Roma, fui e voltei, no mesmo dia, em Florença, por meio do trem da Companhia Ítalo, que vai a mais de 200 quilômetros por hora, além de Nápolis com Pompéia, que fiz de ônibus. Nestas localidades, fiz excursões guiadas, ao contrário de Roma, pois o tempo era menor e achei bom, pelas explicações sobre as obras famosas, como as de Michelangelo, em Florença e sobre Pompéia. Com a excursão, há direito de preferência na entrada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por compartilhar sua experiencia e dica! :)

      Excluir
  56. Anônimo26/7/15

    Oi Simone. Fiz o comentário de 25/07/15, com o fim de passar minha experiência e ajudar outras pessoas, pois, sempre que viajo, também pego informações valiosas aqui. Só queria esclarecer qua a ida e volta, de Roma para Florença e de Roma para Nápolis, foram feitas em dias distintos. Me expressei mal e parece que foi tudo em um dia só.

    ResponderExcluir
  57. Excelente guia Simone! Amei!

    ResponderExcluir
  58. Adorei o post,viajo pra Itália em novembro e gostaria de saber qual o nome do hostel onde você ficou hospedada.
    Grazie
    Rosemary
    T

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe, mas não tenho mais anotado o nome. De qualquer forma, não foi uma estadia excelente que eu indicaria. Lamento não ajudar

      Excluir

emo-but-icon

Página inicial item

Pesquisar no blog

Reserve seu Hotel

Celular no Exterior

RECEBA NOSSOS POSTS

Loja Viagema

Curta no Facebook

Leia Também