Loading...

Coliseu Quadrado

O Coliseu Quadrado em Roma foi o escolhido para o "Flash da Semana"! Lembrei de lá porque uma amiga que estava indo para Roma dias atrás pediu sugestões via twitter de coisas bacanas fora do circuito turístico já conhecido. O local quase não é citado em revistas e guias de viagem, e por sua localização longe do centro histórico e meio difícil de achar também não é comum os turistas visitarem.



Na verdade, ao tentar encontrar este edifício/monumento, percebi que até mesmo muitos dos italianos moradores da cidade não sabem bem o que é e onde fica. O pouco que sei e pesquisei: o Coliseu Quadrado foi uma obra construída na época do Fascismo Italiano, a mando de Mussolini, no intuito de competir com o Coliseu e com outras obras grandiosas feitas por Imperadores Romanos. Foi "inaugurado" durante a Exposição Universal de Roma, em 1941-42, como um novo centro histórico que seria conhecido como "Civiltá Italiana". No fim, o local/bairro todo onde a Expo ocorreu ficou conhecido como EUR, abreviação do nome da Exposição.


CASO DE VIAGEM- momento "bronca": pedimos informação (em inglês) para uma italiana num ponto de ônibus da região, para saber onde ficava o Coliseu Quadrado. Ela entendeu o que perguntamos, mas como não sabia informar aonde era resolveu perguntar para um senhor idoso que passava por ali. Ele entendeu que procurávamos um monumento em HOMENAGEM à Mussolini, e logo fechou a cara e exclamou super mal humorado em italiano, algo + ou - assim: "bem capaz que existe  um monumento para homenagear aquele homem!". O velhinho se injuriou, fez um gesto abanando as mãos e saiu andando ranzinza, achando que decerto erámos dois turistas sem noção e pró-fascismo! Nossa reação foi dar risada da situação, e a moça que pediu a informação para ele também riu e se desculpou com a gente, porque ela  entendeu que não era nada daquilo. No fim, quem nos informou foi um taxista, que apontou para uma região meio distante, e dali mesmo deu para enxergar, só que já tinhamos passado no mínimo umas 5-6 quadradas, e voltamos pela mesma avenida até ver o edificio mais de frente e virar naquela rua até chegar.


Esta reportagem sobre o local é antiga, mas dá para aprender um pouquinho mais. Sobre o fato do local se tornar um centro de artes, não sei dizer, pois quando passamos por lá ano passado (jun 2009) estava fechado, e não parecia que tinha coisas lá dentro, não vimos faixas nem bilheteria, e portanto não sei dizer para que aquele "colosso" todo serve atualmente! Se estão reformando mesmo acredito que ainda não foi aberto ao público. Mas achei interessante, até gostei da arquitetura simétrica e modernista, e da "releitura" e contraponto em relação ao outro Coliseu. Andar nesta área totalmente diferente de Roma também foi uma experiência curiosa.

 
O metrô chega até este bairro (se não me engano o nome da estação é EUR mesmo), mas não pára muito pertinho de lá, é preciso dar uma caminhada e pedir referências ao desembarcar. Enquanto caminhávamos (e estávamos perdidos) pelo EUR, pudemos notar que ali era uma região totalmente diferente do centro histórico de Roma. Se alguém descesse direto ali NUNCA diria que estava em Roma, nunca mesmo. Sem querer estereotipar a cidade, mas foge de tudo aquilo que imaginamos ou vemos em fotos quando se trata da cidade. Sem Igrejas portentosas, sem construções antigas e de tons beges, sem turistas, até mesmo sem carros nas ruas... O EUR é uma região tipicamente comercial, de avenidas largas e asfalto novíssimo, com prédios muito altos e inteiramente envidraçados, poucas árvores, poucas pessoas. Lembra algumas regiões urbanas de Berlim e até de São Paulo (mas com bem menos gente, quase vazio e solitário).
Roma 6664968246216777164

Postar um comentário

emo-but-icon

Página inicial item

Pesquisar no blog

Reserve seu Hotel

Celular no Exterior

RECEBA NOSSOS POSTS

Loja Viagema

Curta no Facebook

Leia Também