Loading...

Augsburg

Ao todo, dormi 3 dias em Augsburg (Alemanha), mas em somente um deles pude conhecer a cidade, pois no primeiro dia chegamos à noite e no terceiro fizemos bate-volta até Munique (papo para outro post!). As impressões gerais foram positivas, é uma cidade tranquila, de caráter universitário, e com uma ligação forte com a música clássica, inclusive por sediar a “Casa de Mozart” (Mozart Hauss- http://www.augsburg.de/index.php?id=12440), onde o pai dele vivia e ele visitou várias vezes. 

Por este motivo, em vários pontos da cidade (incluindo no metrô), podemos ver jovens bem vestidos com seus intrumentos treinando e expondo seus dons musicais pelas ruas. Se ganha um bom trocado fazendo isso por lá, pois a população reconhece e dá boas gorjetas, então muitos estudantes de música aumentam sua renda assim. Depois de Salzburg e Vienna (na Áustria), a cidade de Augsburg se auto-entitula como a terceira cidade mais importante na vida de Mozart, e a única na Alemanha. 

 Fonte e casas típicas Alemãs



Passeamos pela praça onde fica a Rathaus (=Prefeitura) e também por uma avenida comercial bem famosa e típica, chamada Maximillian Strass. Também passamos pela catedral e pela Basílica, e notei que as Igrejas alemãs são diferentes por dentro, em relação as Igrejas de outras partes da Europa, como Espanha, França e Itália. Lá, as igrejas possuem paredes brancas, com bem menos ornamentações e imagens, e a iluminação também é melhor/mais clara, enquanto nestes outros países as igrejas são quase escuras por dentro, iluminadas por castiçais e vitrais, dando um ar mais intimista e misterioso. Talvez seja por causa da Reforma Luterana e Protestante, que surgiu na Alemanha. Fato é que se nota claramente a diferença.

 Rathaus (=Prefeitura)

 Entrada de uma Igreja da cidade

DICA DE COMPRAS- Em Augsburg tive a felicidade de entrar e comprar em uma das lojas da rede HM, que são bem comuns na Europa. É uma loja de departamento, equivale a uma Renner ou C&A daqui, só que as roupas são de melhor qualidade. Na época comprei 2 blusas de lã/fio, e paguei o equivalente a R$19 e R$29 por elas, e tenho as malhas em bom estado e sem nenhuma bolinha na lã  até hoje! (10 anos!). Ou seja: se passar por uma HM, entre! (loja BBB)


CASO DE VIAGEM- Ao visitar a Casa de Leopold Mozart, uma das pessoas que estava comigo na viagem soltou uma das frases mais memoráveis que já ouvi (e de certa forma inadequada no espaço-tempo em que estávamos!). Ao perceber que a casa e grande parte dos objetos eram do pai de Mozart (Leopold) e não do Volfgang Amadeus Mozart propriamente dito, ele exclamou em alto e bom tom a seguinte frase: “Mas... Who cares about Leopold Mozart?”(“Quem se importa com Leopold Mozart?”) Assim, em inglês mesmo! Ou seja, o guia que nos acompanhava no museu e todos em volta ouviram e entenderam! A indagação vinha do fato dele não entender porque expor as coisas do pai, já que ele nem era tão conhecido ou notável quanto o filho. O problema é que do modo como foi dito, nos fez rir pelo resto da visita, o que soou ainda mais mal-educado para quem ouviu, mas juro que foi inevitável e não dava para segurar! Até hoje quando passo por uma situação de ver algo que não é exatamente o esperado, mas algo similar e “inferior”, eu penso: “Who cares about Leopold?”, e dou risada sozinha...

Augsburg 8716716196324173293

Postar um comentário

  1. Muito legal o Post! E essas coisas de viagem são as melhores! rs
    "Who cares about Leopold?" foi ótima! hauhauahua

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Página inicial item

Pesquisar no blog

Reserve seu Hotel

Celular no Exterior

RECEBA NOSSOS POSTS

Loja Viagema

Curta no Facebook

Leia Também