Loading...

Museus (Amsterdã)

Amsterdã possui muitos museus importantes. Existe até uma praça chamada “Praça dos Museus” (Museumplein ou Museum Square), pois ao redor dela estão localizados 4 dos vários museus da cidade: o Stedelijk, o Diamond Museum, o Rijksmuseum e o Van Gogh Museum.

No centro desta praça existe um letreiro gigante escrito "I Amsterdam", de frente para um espelho d’água artificial. Mais ao lado alguns bancos, pequenos esguichos que jorram água (e a criançada faz a festa!) e um parquinho, junto com uma grande área verde gramada, onde os jovens fazem piquenique ou jogam bola.






Por causa do tempo corrido, fomos somente nos Museu Van Gogh e no RijksMuseum, afinal só estes 2 já tomam boa parte do dia! Ambos são muito bem estruturados e com ótimo acervo. Infelizmente não é permitido tirar fotos dentro deles, então as imagens que possuo são somente da fachada externa.

Para nós o mais especial foi o Museu Van Gogh (www.vangoghmuseum.nl/vgm/index.jsp), pois admiramos muito a obra deste artista, e foi o máximo ver ao vivo as cores e pinceladas de muitas obras importantes que estavam ali.


O Rijksmuseum (www.rijksmuseum.nl) é um bonito edifício, de arquitetura antiga e com um grande jardim na entrada, e abriga obras importantes de pintures holandeses como Vermeer e Rembrandt, além de muitos outros. Museu com obras imponentes, ótimo passeio para quem curte arte.


Já o Stedelijk Museum (www.stedelijk.nl) expões obras de grandes artistas modernos, como Picasso, Monet, Cézanne e Matisse, e também tem grande acervo de arte contemporânea. Outros museus de arte importantes na cidade: Hermitage Amsterdam (filial de porte bem menor do que o original em São Petersburgo na Rússia) e o Rembrandthuis Museum, com obras do artista e montado na própria casa onde o pintor morou. 

Outra atração muito singular e de grande interesse histórico na cidade é o Museu da Anne Frank (www.annefrank.org), que fica de frente para um dos canais do bairro Jordaan. O museu foi montado no local original onde funcionava o escritório/armazém do pai de Anne, e onde ela e sua família se esconderam da perseguição nazista por mais de 2 anos, em locais escondidos na casa, sem poder fazer barulho e sem ver a luz do sol.

O museu vale a visita: a forma de expor e contar a história toda é diferente, e podemos ir subindo pelos quartos e ver alguns poucos móveis originais e passagens secretas para os esconderijos, além de informações interativas por computador, fotos e maquetes com simulações dos ambientes da casa na época e vídeos com testemunhos sobre o assunto, como o do pai de Anne, o único que sobreviveu à guerra, e cujo depoimento me fez ficar com um nó na garganta :-( . O diário original da garotinha de apenas 15 anos também está lá, bem preservado e protegido por uma redoma de vidro. 


Fachada original da casa de Anne Frank (hoje um museu)

Apesar de triste e um pouco depressivo, o museu é imperdível, mesmo para quem não conhece a história da menina (http://pt.wikipedia.org/wiki/Anne_Frank) ou não leu o livro "O Diário de Anne Frank", mundialmente conhecido e publicado em vários idiomas. 
 
Na quadra ao lado da lateral do museu existe uma estátua em homenagem à Anne Frank. Que ela continue descansando em paz...

Museus e Exposições 7318152223701634614

Postar um comentário

emo-but-icon

Página inicial item

Pesquisar no blog

Reserve seu Hotel

Celular no Exterior

RECEBA NOSSOS POSTS

Loja Viagema

Curta no Facebook

Leia Também